Geral

Passaia pede demissão da prefeitura de Dourados

O secretário de Governo da prefeitura de Dourados, o jornalista Eleandro Passaia, pediu exoneração do cargo na manhã desta quinta-feira e o juiz-prefeito da cidade, Eduardo Rocha, acatou a proposta, que deve ser publicada no Diário Oficial do município ainda hoje. Passaia agiu como uma espécie de espião da Uragano, operação da Polícia Federal que […]

Arquivo Publicado em 23/09/2010, às 11h59

None

O secretário de Governo da prefeitura de Dourados, o jornalista Eleandro Passaia, pediu exoneração do cargo na manhã desta quinta-feira e o juiz-prefeito da cidade, Eduardo Rocha, acatou a proposta, que deve ser publicada no Diário Oficial do município ainda hoje.

Passaia agiu como uma espécie de espião da Uragano, operação da Polícia Federal que determinou a prisão de 28 pessoas, entre elas o prefeito Ari Artuzzi, hoje sem partido, o vice-prefeito e nove dos 12 vereadores da cidade.

O jornalista, sob orientação da PF, gravou diálogos em que os políticos e empreiteiras tramavam um esquema de fraudes em licitações públicas.

Após a prisão de Artuzzi, assumiu a chefia do município o presidente do fórum, o juiz Eduardo Rocha. Passaia havia deixado a prefeitura logo que acabou a Uragano, no dia 1º deste mês, mas retomou o cargo a pedido do magistrado. 

Ainda não se sabe o motivo do pedido da exoneração de Passaia. Anteontem, correu no You Tube, a gravação de uma conversa mantida entre ele e o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Ary Rigo, do PSDB. No diálogo, o parlamentar revela um suposto esquema de distribuição de dinheiro em troca de favores com participação até do Poder Judiciário e Ministério Público Estadual.

Depois, Rigo negou o que havia dito. A assessoria de imprensa da prefeitura de Dourados deve emitir um comunicado acerca da exoneração de Passaia ainda nesta manhã.

Jornal Midiamax