Geral

Para MPE, Ari Artuzi cometeu sete crimes; saiba quais

Na denúncia oferecida pelo MPE (Ministério Público Estadual), o prefeito afastado de Dourados Ari Artuzi (sem partido) cometeu sete crimes corrupção ativa, corrupção passiva, crimes de responsabilidade, crime de dispensa indevida de licitação, crime de fraude em licitação, formação de quadrilha e frustração de direito assegurado pela lei trabalhista. Artuzi está preso na 3ª Dele...

Arquivo Publicado em 16/09/2010, às 11h38

None

Na denúncia oferecida pelo MPE (Ministério Público Estadual), o prefeito afastado de Dourados Ari Artuzi (sem partido) cometeu sete crimes corrupção ativa, corrupção passiva, crimes de responsabilidade, crime de dispensa indevida de licitação, crime de fraude em licitação, formação de quadrilha e frustração de direito assegurado pela lei trabalhista. Artuzi está preso na 3ª Delegacia de Polícia de Campo Grande desde o dia 1º de setembro.

A denúncia foi feita com base nas investigações que constam do inquérito da Polícia Federal e investigações que se inserem em inquéritos civis que tramitam junto às Promotorias de Justiça do Patrimônio Público e Cidadania da Comarca de Dourados.

Segundo as investigações, o Prefeito de Dourados agia de forma associada com integrantes de diferentes núcleos da esfera do executivo, legislativo e empresariado do município direcionando licitações, desviando dinheiro público e favorecendo contratos mediante o pagamento de propina.


Além de Artuzi o MPE indiciou ainda outras 59 pessoas cuja lista foi divulgada no site oficial do órgão. A Promotoria de Justiça de Dourados requereu a citação dos denunciados para responderem à acusação. Os promotores pediram também que os réus sejam condenados a devolver os valores ilicitamente desviados em prejuízo do erário, devidamente atualizados, para a reparação dos danos decorrentes dos crimes.


O MPE denunciou as seguintes pessoas:

Ademir de Souza Osiro


Adilson de Souza Osiro


Alziro Arnal Moreno (Procurador-Geral do Município)


Antônio Fernando de Araújo Garcia


Arnaldo de Souza Osiro


Aurélio Luciano Pimentel Bonatto (Vereador)


Aureo Garcia Ribeiro Filho


Bruno de Macedo Barbato


Carlos Gilberto Recalde


Carlos Roberto Assis Bernardes


“Carlinhos Cantor” (Vice-Prefeito de Dourados)


Carlos Roberto Felipe (Representante em Dourados da Construtora Financial)


Celso Dal Lago Rodrigues


Claudio Marcelo Machado Hall – Secretário de Serviços Urbanos


Darci Caldo


Dilson Cândido de Sá (Secretário de Obras)


Dilson Deguti (Secretário Adjunto de Saúde)


Dirceu Aparecido Longhi (Vereador)


Edmar Reiz Belo


Edmilson Dias de Morais


Edson Freitas da Silva


Eduardo Takachi Uemura


Edvaldo de Melo Moreira (Vereador)


Eliezer Soares Branquinho


Elton Olinski Farias (Gestor de Compras da Prefeitura)


Fábio Andrade Leite


Geraldo Alves de Assis


Gilberto de Andrade


Gino José Ferreira


Hilton de Souza Nunes


Humberto Teixeira Júnior (Vereador)


Ignez Maria Boschetti Medeiros (Secretária de Finanças)


João Eder Kruger (Controlador-Geral do Município)


Jorge Hamilton Marques Torraca


José Antonio Soares


José Carlos Cimatti Pereira (Vereador)


José Carlos de Souza “Zezinho da Farmácia” (Vereador)


José Humberto da Silva (Engenheiro da Prefeitura)


José Roberto Barcelos (Ex-Chefe do Setor de Licitações da Prefeitura Municipal de Dourados)


Júlio Luiz Artuzi “Tio Júlio” (Vereador)


Leandro Carlos Francisco (Funced)


Marcelo Luiz Lima Barros (Vereador)


Marcelo Marques Caldeira


Marcelo Minbacas Saccol


Márcio José Pereira


Marco Aurélio de Camargo Areias


Maria Aparecida de Freitas (Primeira-dama e Coordenadora de Políticas Públicas da Mulher)


Marlene Florencio de Miranda Vasconcelos (Ex-Secretária de Educação – atualmente Assessora da Prefeitura)


Nerone Maiolino Júnior


Paulo Ferreira do Nascimento


Paulo Henrique Amos Ferreira “Bambu” (Vereador)


Paulo Roberto Nogueira


Paulo Roberto Saccol


Rodrigo Ribas Terra


Romaci Venâncio da Silva


Selmo Marques de Oliveira, “Maninho”

Sidlei Alves da Silva (Vereador)


Sidnei Donizete Lemes Heredias


Tatiane Cristina da Silva Moreno (Secretária de Administração)


Thiago Vinicius Ribeiro


Valmir da Silva


Os detalhes e o modus operandis de cada conduta delituosa apontada na denúncia são temas que são protegidos pelo segredo de justiça. O MPE informa ter requerido o fim do sigilo de justiça e “tão logo, o mesmo seja autorizado pelo Poder Judiciário, os fatos serão levados ao conhecimento público para o pleno exercício de liberdade de imprensa”.

Jornal Midiamax