Geral

Padre Ernesto comemora 91 anos com novo livro

A trajetória do projeto social Cidade Dom Bosco, que se confunde com a própria história do padre Ernesto Sassida, seu idealizador e fundador, está registrada em mais um livro. A obra “Luz na Escuridão”, de José Ferreira de Freitas, é o quinto do autor sobre o projeto social iniciado em 1961 pelo padre esloveno em […]

Arquivo Publicado em 16/10/2010, às 18h30

None

A trajetória do projeto social Cidade Dom Bosco, que se confunde com a própria história do padre Ernesto Sassida, seu idealizador e fundador, está registrada em mais um livro. A obra “Luz na Escuridão”, de José Ferreira de Freitas, é o quinto do autor sobre o projeto social iniciado em 1961 pelo padre esloveno em Corumbá.


A data escolhida para o lançamento, 15 de outubro, coincidiu com a comemoração dos 91 anos de idade do salesiano e reuniu autoridades, alunos, ex-alunos e pessoas que têm ou tiveram suas vidas ligadas à obra do padre Ernesto, que abriu a solenidade de lançamento do livro, dividindo com a sociedade a responsabilidade pela longa e próspera existência da Cidade Dom Bosco.


“Essa homenagem não só a mim, mas a todos que fazem parte da comunidade. Existe essa obra enorme que estamos fazendo há 50 anos pela criança pobre, gente pobre que precisa de ajuda. Nós todos somos responsáveis por isso”, lembrou padre Ernesto Sassida.


 Entre as homenagens um detalhado relato da formação da obra social, declamação de poemas, músicas que entoavam sentimento de vitória e gratidão. Tudo acompanhado atentamente pelo religioso que completava 91 anos de idade naquela data.


O autor José Ferreira de Freitas explicou o título do livro que faz alusão à passagem de vida do padre ainda nos primórdios de seu trabalho social na cidade de Corumbá. “Há um duplo sentido: da vela que Padre Ernesto acendia durante os apagões a fim de voltar ao colégio Santa Teresa depois das visitas; do terço rezado; das casas que benzia na periferia da cidade, enfrentava a escuridão e luz também; a luz divina, a luz do evangelho, a luz da cidadania, a luz do civismo, a luz da solidariedade na escuridão de muitas mentes”, disse.


Ele destacou ainda o sistema educacional implantado pelo padre moldado nos ensinamentos de Dom Bosco, o que transformou a vida de milhares de crianças ao longo desses 50 anos, bem como ações inovadoras para a época ao lembrar-se do sistema de Adoção a Distância para a qual o padre Ernesto fez várias viagens à Europa a fim de buscar madrinhas e padrinhos que financiassem os estudos de crianças carentes de nossa cidade.


“Este livro é didático, enfoca o menor à luz da constituição federal e da lei ordinária do estatuto da criança e do adolescente, mas é também um livro que procura escrever vários lados ainda não conhecidos por tantas pessoas daquilo que custou não só sorrisos, não só agradecimentos, custou lágrimas também. Quantos “nãos” padre Ernesto recebeu? Mas, humildemente ele passava por cima desses obstáculos e seguia em frente e revela também alguns ângulos da biografia de padre Ernesto que merece ser lida pelas pessoas”, destacou Freitas que falou ainda que não poderia haver data mais oportuna para o lançamento deste livro.


“Faço coincidentemente de propósito no momento em que comemoramos o Dia do Professor, na campanha nacional de ampliação do exercício da leitura dos livros hoje tão esquecidos por muitos, da comemoração da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, na comemoração do Dia da Criança e no dia do aniversário de nosso estimado padre Ernesto”, discursou ao projetar um futuro para seus escritos e a obra social criada pela padre.


Após o lançamento do livro, que aconteceu no Centro de Convenções do Pantanal, no Porto Geral, os convidados cantaram parabéns para o padre Ernesto Sassida que agradeceu a todas as pessoas presentes. Extremamente humilde em seu nascedouro, em 03 de abril de 1961, no então bairro Cidade Jardim (hoje bairro Dom Bosco), a Cidade Dom Bosco é considerada uma obra de características únicas no Brasil e até mesmo no mundo, sendo hoje o cartão de visitas de Corumbá. Com vários pavilhões e quadras de esporte, oferece capacitação integral à alma e ao corpo de mais de 2 mil crianças, inclusive com cursos profissionalizantes, orientando-as para a vida social e profissional.

Jornal Midiamax