Geral

“Olho Vivo” em frente ao Terminal Rodoviário registra 458 multas

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) divulgou o relatório de infrações registradas pelo equipamento “Olho Vivo”, em operação em frente ao Terminal Rodoviário de Campo Grande. No período de 05/09/10 a 01/10/10, foram aplicadas 458 multas em veículos que passaram pelo local. O número corresponde a 0,04% dos veículos registrados no período, totalizando […]

Arquivo Publicado em 23/10/2010, às 16h51

None

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) divulgou o relatório de infrações registradas pelo equipamento “Olho Vivo”, em operação em frente ao Terminal Rodoviário de Campo Grande. No período de 05/09/10 a 01/10/10, foram aplicadas 458 multas em veículos que passaram pelo local.


O número corresponde a 0,04% dos veículos registrados no período, totalizando 1,2 milhão de registros. O equipamento registra a velocidade do veículo e gera imagens, possibilitando a apuração de infrações como avanço de sinal vermelho e excesso de velocidade.


Nestes dois itens, o número de infrações registradas no período foi o seguinte: Avanço de sinal vermelho: sentido centro/bairro – 175 infrações e no sentido bairro/centro – 85 multas, totalizando 260 autuações. Por excesso de velocidade, o “olho vivo” registrou, no sentido centro/bairro – 178 infrações. No sentido contrário (bairro/centro), foram multados 20 veículos. No total, 198 condutores foram penalizados por trafegarem além da velocidade permitida. Outra infração possível de registrar por meio do equipamento é a parada sobre a faixa de pedestres. No período em questão não foi registrado este tipo de infração.


Confira as penalidades aplicadas a cada infração: Avanço de sinal vermelho: valor da multa R$ 191,53 (gravíssima) – 7 pontos na CNH


Parada sobre a faixa de pedestres: valor da multa R$ 85,12 (média) – 4 pontos na CNH


 Já a infração por excesso de velocidade pode gerar multa de R$ 85,12 a R$ 574,61, sendo considerada de média a gravíssima (3x), com a perda de 4 a 7 pontos na CNH.

Jornal Midiamax