Geral

Obra do PAC pode trazer Lula de volta a Capital neste ano

Entrega de obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) pode trazer o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, novamente a Campo Grande em dezembro deste ano. O secretário de governo da prefeitura, Rodrigo Aquino, disse hoje que o complexo Imbirussu-Serradinho está 94% executado, faltando apenas 6% que seriam serviços complementares. Uma vez […]

Arquivo Publicado em 17/09/2010, às 17h11

None

Entrega de obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) pode trazer o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, novamente a Campo Grande em dezembro deste ano. O secretário de governo da prefeitura, Rodrigo Aquino, disse hoje que o complexo Imbirussu-Serradinho está 94% executado, faltando apenas 6% que seriam serviços complementares. Uma vez finalizado, poderá ser marcada data para a inauguração com a presença de Lula. O interesse, segundo ele, seria do próprio governo federal.

O presidente esteve em Campo Grande em 24 de agosto quando inaugurou obras do PAC dos complexos Cabaça e Segredo, que contaram com investimento de R$ 65,2 milhões, e lançou a conclusão do anel rodoviário de Campo Grande.

As obras do Imbirussu-Serradinho também superam a casa dos R$ 60 milhões em investimentos, sendo que a maioria dos recursos, cerca de R$ 44 milhões, é do governo federal.

A obra nasce na Avenida Duque de Caxias (acesso Vila Popular), segue até a Avenida Euler de Azevedo (região Tênis Clube) e possui 7 quilômetros de extensão em cada uma das avenidas que margearão o Córrego Imbirussú. Além das avenidas propriamente ditas, todo o trecho será dotado de ciclovias e pista para caminhadas.

O projeto Imbirussú/Serradinho engloba também a implantação de equipamentos sociais como UBSF (Unidades Básicas de Saúde da Família), escolas, Ceinf (Centros Comunitários, Centros de Educação Infantil), linhas de ônibus pavimentadas, iluminação pública, interceptor de esgotos sanitários e estação de tratamento de esgotos (ETE).

O projeto compreende, ainda, recuperação do ecossistema da micro-bacia do Córrego Imbirussu, reconstituição da mata ciliar, revitalização do Horto Florestal e construção de ciclovia ao longo do trecho. Cerca de 47 bairros, que circundam o córrego Imbirussu, estão inseridos no projeto, que tem por finalidade elevar os padrões habitacionais e de qualidade de vida das famílias. (Com informações da assessoria da prefeitura)

Jornal Midiamax