Geral

Novas unidades na Base Aérea ampliam em quase 50% efetivo da corporação

O Ministério da Defesa planeja injetar ao menos R$ 100 milhões na construção de cinco unidades na Base Aérea de Campo Grande. O projeto será posto em prática a partir do ano que vem e deve ampliar em quase 50% o efetivo da corporação, que conta hoje com 1,4 mil integrantes, segundo cálculos do comandante […]

Arquivo Publicado em 25/03/2010, às 16h51

None

O Ministério da Defesa planeja injetar ao menos R$ 100 milhões na construção de cinco unidades na Base Aérea de Campo Grande. O projeto será posto em prática a partir do ano que vem e deve ampliar em quase 50% o efetivo da corporação, que conta hoje com 1,4 mil integrantes, segundo cálculos do comandante da unidade militar, o tenente-coronel aviador Reynaldo Pereira Alfarone Júnior.

O investimento foi anunciado hoje em evento promovido na sede da Base Aérea.

O comandante disse que a primeira etapa do programa militar será a construção de uma unidade para abrigar o conhecido Parasar (Esquadrão Aero-terrestre de Salvamento), grupo aeronáutico responsável pelas operações especiais da FAB (Força Aérea Brasileira) de busca e resgate.

Na sequência, segundo o oficial, será instalado em Campo Grande o 1º e o 16º Grupo de Aviação, unidade que opera modernas aeronaves de caça modelo A1-AMX.

Além dessas inovações, as novas unidades vão compor o 4º/1º Grupo de Comunicação e Controle; o Esquadrão de VANT (Veículo Aéreo não Tripulado); e a 2º CAAD (Responsável pela Artilharia Anti-Aérea em aeródromos.

De acordo com o tenente-coronel todo o projeto aeronáutico deve ser concluído até 2017.

Jornal Midiamax