Notificação de dengue é 53 vezes maior que total registrado no 1º bimestre de 2009

Nos dois primeiros meses deste ano foram registradas 17.429 notificações da doença em Campo Grande, uma média de 12.3 casos por hora
| 02/03/2010
- 17:53
Notificação de dengue é 53 vezes maior que total registrado no 1º bimestre de 2009

Nos dois primeiros meses deste ano foram registradas 17.429 notificações da doença em Campo Grande, uma média de 12.3 casos por hora

Nos dois primeiros meses deste ano foram registradas 17.429 notificações de dengue em Campo Grande, uma média de 12.3 casos por hora. E se comparados esses números aos anotados em janeiro e fevereiro de 2009, a conta é essa: os casos suspeitos este ano superaram em 53 vezes os do ano passado.

O comparativo piora ainda mais quando examinados os números que indicam os casos de dengue hemorrágica, um estágio avançado da doença que pode matar o paciente. Quer entender?

De janeiro até agora três pessoas que moravam aqui na Capital morreram de dengue hemorrágica. Isso foi diagnosticado em laboratório especializado na questão.

Esse volume ainda pode crescer: é que seis casos de mortes supostamente provocadas pela dengue hemorrágica estão sob investigação. A secretaria examina ainda 30 casos suspeitos que teria contaminado pacientes que sobreviveram a doença.

Já de janeiro a fevereiro do ano passado, ninguém morreu de dengue hemorrágica na cidade e a secretaria de Saúde registrou apenas dois casos suspeitos.

Ainda de acordo com o relatório da secretaria, divulgado hoje, as notificações de dengue registradas nos dois primeiros meses deste ano superaram em 3.3 vezes as notificações anotadas o ano passado inteiro.

Os dados epidemiológicos da dengue indicam que em janeiro deste ano foram notificados 7.213 casos da doença, 31 dos foram descartados e 966 confirmados. O resto ainda é apurado. Já em fevereiro, mês que acabou no domingo, foram registradas 10.216 notificações, 12 das quais descartadas e 42 confirmadas.

O período mais crítico da dengue, doença provocada pelo mosquito aedes aegypt, segundo a pesquisa, ocorreu na sexta semana deste ano, quando foram registrados 421 casos suspeitos por dia em Campo Grande, uma média de 17 pacientes a cada hora buscando ajuda médica devido ao sintoma da dengue.

E nesta terça-feira de manhã, os agentes de saúde que atuam no combate direto ao mosquito transmissor da doença, entraram em greve por tempo indeterminado. (saiba mais em notícias relacionadas, logo abaixo)

 

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias