Geral

“No céu cabem apenas os honestos”, alertam religiosos em posse da prefeita de Dourados

Cidade abalada por escândalo será comandada por Délia Razuk, a primeira prefeita da história do município; bispo e pastor suscitaram trecho religioso que avisa: vai para o céu o “limpo de mão” e “puro de coração”, um meio de criticar os políticos da cidade que foram presos por corrupção

Arquivo Publicado em 08/10/2010, às 17h50 - Atualizado em 17/07/2020, às 23h51

None

Cidade abalada por escândalo será comandada por Délia Razuk, a primeira prefeita da história do município; bispo e pastor suscitaram trecho religioso que avisa: vai para o céu o “limpo de mão” e “puro de coração”, um meio de criticar os políticos da cidade que foram presos por corrupção

A vereadora Délia Razuk, do PMDB, assumiu hoje a prefeitura de Dourados após a cidade sofrer um dos maiores escândalos políticos que se têm notícia por ali. Acusados por corrupção, o prefeito, o vice e 9 nove dos 12 vereadores foram para a cadeia na Uragano, operação da Polícia Federal que desmanchou uma quadrilha que fraudava licitações públicas.

Bispo e pastor da cidade suscitaram na cerimônia um salmo que prega a honestidade e que diz que vai para o céu somente o “limpo de mãos” e “puro de coração”.

Délia Razuk é a primeira mulher em 75 anos na história de Dourados a assumir a Prefeitura Municipal. A solenidade de posse aconteceu ao meio dia no plenário da Câmara Municipal que estava cheio.

Délia assumiu o cargo no lugar do presidente do Fórum da cidade, o juiz Eduardo Machado Rocha, que ficou 34 dias no cargo por determinação judicial. A nova prefeita prometeu imprimir uma mudança na cultura política de Dourados.

“Vamos prestigiar a técnica, a capacidade e a experiência para a formação da nova equipe de governo”, disse à prefeita que deverá se reunir às 16h com os atuais secretários municipais, uns nomeados pelo prefeito Ari Artuzi, preso desde o dia 1º do mês passado e outros pelo juiz- prefeito Eduardo Rocha.

Délia Razuk afirmou que vai trabalhar para a “reconstrução de Dourados” e disse apoiar as decisões tomadas pelo juiz-prefeito durante a sua permanência no cargo. Sobre o secretariado Délia disse que deve aproveitar em sua equipe grande parte deles.

O vereador Dirceu Longhi (PT), assumiu a presidência da Câmara e logo em seguida empossou o suplente Laudir Munaretto (PMDB) em substituição a Délia Razuk.

A próxima sessão da Câmara está marcada para a manhã da próxima quarta-feira. Nesta audiência dez dos doze vereadores eram suplentes.

Participaram da solenidade o promotor de justiça Paulo Zeni; o deputado federal Geraldo Resende (PMDB) e os deputados estaduais eleitos George Takimoto (PSL) e Laerte Tetila (PT).

O ponto alto da solenidade de posse foi o clima de religiosidade de contagiou os políticos e o público. O pastor Valdenir Pereira da Igreja Batista leu o Salmo 24 e fez uma oração que durou quase dez minutos momentos em que todas as pessoas deram às mãos.

Eis um trecho da citação bíblica do pastor:“Quem subirá ao monte do SENHOR, ou quem estará no seu lugar santo?

Aquele que é limpo de mäos e puro de coraçäo, que näo entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente.

Este receberá a bênçäo do SENHOR e a justiça do Deus da sua salvaçäo”.

Jornal Midiamax