Geral

Neymar diz ter recebido bem a ausência na seleção

A não convocação para a seleção brasileira que disputou e venceu os amistosos contra Irã (dia 7 de outubro) e Ucrânia (11 de outubro) foi bem aceita pelo atacante Neymar. Pelo menos foi o que disse o próprio jogador, ao ser questionado sobre o assunto. Segundo Neymar, ele compreendeu os motivos que levaram o técnico […]

Arquivo Publicado em 23/10/2010, às 14h36

None

A não convocação para a seleção brasileira que disputou e venceu os amistosos contra Irã (dia 7 de outubro) e Ucrânia (11 de outubro) foi bem aceita pelo atacante Neymar. Pelo menos foi o que disse o próprio jogador, ao ser questionado sobre o assunto. Segundo Neymar, ele compreendeu os motivos que levaram o técnico Mano Menezes a deixá-lo de fora da lista para esses amistosos.

Na época da convocação, o treinador da seleção canarinho destacou que não deixaria problemas do clube influenciarem no ambiente da seleção, em clara referência à polêmica que envolveu o jogador e que culminou com a saída de Dorival Júnior do Santos.

– Recebi muito bem. Acho que essa não convocação foi mais para eu me preparar, treinar mais e jogar melhor, para caso venha outra convocação no futuro, eu esteja mais preparado para mostrar todo o meu futebol.

Mas, antes do final do ano, a seleção brasileira ainda voltará a jogar: contra a Argentina, no dia 17 de novembro, em amistoso disputado em Doha, no Catar. Com vontade de voltar, o atacante espera que Mano Menezes reflita melhor e volte a chamá-lo para defender o Brasil, neste que é um dos maiores clássicos do futebol sul-americano e mundial.

– Se isso (convocação) tiver que acontecer, espero que eu esteja preparado. Vou ficar muito feliz se for convocado para o último amistoso da seleção no ano, ainda mais contra a Argentina, nossa tradicional rival.

Jornal Midiamax