Geral

Não há condições para novo acordo climático, diz diplomata

A chanceler mexicana, Patricia Espinosa, disse nesta segunda-feira (18) que “não estão dadas as condições” para se adotar um novo acordo de redução de emissões de gases-estufa na próxima Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 16), prevista para começar em 29 de novembro em Cancún, leste do México. “Não estão dadas […]

Arquivo Publicado em 18/10/2010, às 20h28

None

A chanceler mexicana, Patricia Espinosa, disse nesta segunda-feira (18) que “não estão dadas as condições” para se adotar um novo acordo de redução de emissões de gases-estufa na próxima Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 16), prevista para começar em 29 de novembro em Cancún, leste do México.


“Não estão dadas as condições para se adotar um novo protocolo em Cancún” de redução de emissões que substitua o Protocolo de Kyoto, que expira em 2012, disse Espinosa em entrevista coletiva.


A chanceler mexicana afirmou que na nova reunião, no México, espera-se consolidar “uma agenda básica” para prosseguir com as negociações.


O presidente mexicano, Felipe Calderón, havia feito, no fim de setembro, um apelo à comunidade internacional para buscar um acordo que detenha o aquecimento global, destacando que as comunidades mais pobres dos países em desenvolvimento já estão pagando os efeitos, como demonstra a incomum temporada de chuvas que afetou seu país e a América Central.


Na conferência de Cancún, que se estenderá pelo menos até 10 de dezembro, participarão representantes de cerca de 200 países.

Jornal Midiamax