Geral

Na Austrália, Felipe Massa tenta melhorar tempo

Na abertura do Mundial, há duas semanas, Felipe Massa tirou uma incômoda marca de seu currículo. Agora, no GP da Austrália, cuja largada será na madrugada de domingo, às 3h (de Brasília), quer tirar outra. Após conseguir, com o segundo lugarno Bahrein, o melhor início de temporada desde que estreou na F-1, o ferrarista busca […]

Arquivo Publicado em 27/03/2010, às 13h28

None

Na abertura do Mundial, há duas semanas, Felipe Massa tirou uma incômoda marca de seu currículo. Agora, no GP da Austrália, cuja largada será na madrugada de domingo, às 3h (de Brasília), quer tirar outra.


Após conseguir, com o segundo lugarno Bahrein, o melhor início de temporada desde que estreou na F-1, o ferrarista busca melhorar seu desempenho no circuito de Albert Park, no qual possui seu pior retrospecto: em sete corridas, pontuou apenas uma vez. Pior que isso. Não completou cinco delas, o que equivale a 71%.


Exceção feita aos circuitos de Abu Dhabi e da Coreia do Sul, nos quais nunca correu, os resultados de Massa nos demais não chegam nem perto do que acontece em Melbourne.


“Gosto desta pista e, apesar dos maus resultados, sempre andei rápido aqui e quase sempre na frente dos meus companheiros de equipe”, afirmou o brasileiro, que jamais havia subido no pódio na abertura da temporada –não por coincidência, desde sua estreia na F-1, só em 2006 o Mundial não havia começado na Austrália.


“Acho que o que acontece aqui comigo é que sempre me faltou um pouquinho de sorte. Tomara que desta vez seja diferente”, completou Massa.


Os infortúnios do brasileiro na Austrália começaram em sua primeira corrida na categoria, em 2002. Logo na largada, envolveu-se em um enorme “engarrafamento” e teve seu Sauber atingido. Resultado: abandonou pouco depois de completar a primeira curva.


No ano seguinte, como piloto de testes da Ferrari, não correu. Em 2004, o motor de seu carro estourou quando ele ocupava a modesta décima colocação.


Um ano depois, ainda na Sauber, conseguiu cruzar a linha de chegada em Melbourne pela primeira vez, no décimo posto.


Em 2006, em seu ano de estreia na Ferrari, novo acidente na largada, novo abandono. Na temporada seguinte, após largar em último por ter tido problemas na classificação, Massa fez uma prova de recuperação e chegou em sexto, pontuando pela primeira vez na Austrália.


Mas, em 2008, depois de obter sua melhor colocação de largada –quarto lugar–, viu sua chance de melhorar o desempenho se esvair junto com o motor de sua Ferrari. Em 2009, outro problema no carro, uma falha na suspensão, o impediu de completar a prova.


Neste ano, entretanto, Massa diz ter novo “incentivo”. Com a vitória na primeira corrida de seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, não pode deixá-lo abrir muitos pontos.


Ele sabe que não será tarefa fácil. “Esta não é uma pista fácil de ultrapassar e, se tiver a chance de escolher, tentar defender uma posição é melhor do que ter que ir para cima”, disse Massa.


NA TV – GP da Austrália, Globo, ao vivo, às 3h de domingo

Jornal Midiamax