Geral

Mundo Novo está entre os melhores aplicadores do crédito rural

O Município de Mundo Novo está entre os quinze melhores municípios aplicadores em desenvolvimento rural. A lista dos maiores aplicadores do Estado, através do programa Crédito Rural, demonstrado pela Superintendência do Banco do Brasil foi apresentada para a Secretaria de Estado da produção e do Turismo (Seprotur) – Secretaria de Estado da Produção e do […]

Arquivo Publicado em 11/09/2010, às 13h57

None

O Município de Mundo Novo está entre os quinze melhores municípios aplicadores em desenvolvimento rural. A lista dos maiores aplicadores do Estado, através do programa Crédito Rural, demonstrado pela Superintendência do Banco do Brasil foi apresentada para a Secretaria de Estado da produção e do Turismo (Seprotur) – Secretaria de Estado da Produção e do Turismo, indica que os produtores de Mundo Novo estão investindo no desenvolvimento rural.


O dinheiro do crédito está fortalecendo a propriedade rural e a agricultura familiar, com a ampliação do número de postos de trabalho e vai aumentando a geração da renda no campo. A lista mostra Mundo Novo entre os 15 maiores aplicadores de Mato Grosso do Sul, pelo programa que fornece crédito até R$ 130 mil, com juros favorecidos aos pequenos agricultores familiares-proprietários, arrendatários ou parceiros.


Os recursos podem se destinar ao custeio da safra e da atividade pecuária ou a investimentos como compra de veículos utilitários, máquinas, equipamentos agrícolas, bens de produção, reforma de pasto, melhoramentos do rebanho leiteiro, genética animal, e outros itens de infra-estrutura indispensáveis ao empreendimento. Os investimentos são aplicados no próprio município através de cooperativas e associações.


A expectativa é de crescimento desses investimentos para o próximo plano agrícola que começa no mês de julho. Mundo Novo aparece na lista na 13ª posição, acima de municípios tradicionais em investimento rural, como Campo Grande, Três Lagoas, Caarapó, Ponta Porã e Maracajú.


O investimento através do crédito chega a R$ 1.582.572,00, contando com 117 contratos junto ao programa.


Para atender o programa, a Prefeitura disponibilizou os servidores e fez uma parceria com a Câmara Municipal, que forneceu os computadores, o Banco do Brasil que entrou com o programa e com a Agraer, que recebe os produtores em sua sede para fazer as propostas de investimentos.

Jornal Midiamax