Geral

MPF transforma área no Pantanal usada por quadrilha em unidade de conservação de uso sustentável

A quadrilha era liderada por uma servidora pública federal e vendia ilegamente terras da União em Mato Grosso do Sul. Agora, a região será ocupada com prioridade para ocupação sustentável.

Arquivo Publicado em 20/10/2010, às 09h00

None

A quadrilha era liderada por uma servidora pública federal e vendia ilegamente terras da União em Mato Grosso do Sul. Agora, a região será ocupada com prioridade para ocupação sustentável.

Decreto da prefeitura de Ladário, publicado no último dia 7, cria a Área de Proteção Ambiental (APA) da Baía Negra, a primeira reserva de uso sustentável no Pantanal, que agrega preservação ambiental e sobrevivência das populações tradicionais. O processo de criação da área de preservação ocorreu após a desarticulação de uma quadrilha que comercializada terras da União em Mato Grosso do Sul.


A área, localizada na Estrada Codrasa, às margens do rio Paraguai, foi alvo de venda de terras da União e de ocupações irregulare

Jornal Midiamax