Geral

MPE flagra péssimas condições do canil de Costa Rica

O MPE (Ministério Público Estadual), representado pelo Promotor de Justiça Bolivar Luís da Costa Vieira, acompanhado da equipe de fiscalização da Vigilância Sanitária do município, realizou no dia 22 de março uma visita informal ao Canil Municipal de Costa Rica, para constatar o tratamento dispensado aos cães apreendidos pela carrocinha. Segundo o MPE, em razão […]

Arquivo Publicado em 26/03/2010, às 23h21

None

O MPE (Ministério Público Estadual), representado pelo Promotor de Justiça Bolivar Luís da Costa Vieira, acompanhado da equipe de fiscalização da Vigilância Sanitária do município, realizou no dia 22 de março uma visita informal ao Canil Municipal de Costa Rica, para constatar o tratamento dispensado aos cães apreendidos pela carrocinha.

Segundo o MPE, em razão do grande número de cães apreendidos no último arrastão da carrocinha, o canil enfrenta condições precárias, tornando a estada dos animais inadequada. A maioria dos animais está saudável, porém, em virtude do índice baixo de adoções, podem até adoecer e ser até sacrificados (eutanásia) ou doados para universidades, onde são utilizados como cobaias.

Diante da urgência dos fatos, o Promotor de Justiça chama a sociedade costa-riquense, para que auxilie o poder público municipal, adotando os cães abandonados ou doando materiais de consumo como rações, remédios e vacinas. Também pede a colaboração dos proprietários de cães e gatos para que não deixem os mesmos soltos na via pública, para que sejam evitados maiores infortúnios, como os acidentes de trânsito, morte dos animais, proliferação de doenças e recolhimento de animais que possuem dono pelo canil municipal, que, sem a colaboração da população, tende a ficar cada vez mais lotado.

Jornal Midiamax