Geral

Moradores de Coxim protestam pela falta de iluminação pública

Um protesto silencioso, mas que chama a atenção de quem passa pela esquina das ruas João Pessoa com a Rio Grande do Sul, próximo ao cemitério, na região central de Coxim. Pelo menos três cartazes foram pregados num poste com a seguinte frase: “Pedimos mais respeito com a taxa de iluminação pública que pagamos”. Moradores […]

Arquivo Publicado em 21/10/2010, às 14h15

None

Um protesto silencioso, mas que chama a atenção de quem passa pela esquina das ruas João Pessoa com a Rio Grande do Sul, próximo ao cemitério, na região central de Coxim. Pelo menos três cartazes foram pregados num poste com a seguinte frase: “Pedimos mais respeito com a taxa de iluminação pública que pagamos”.

Moradores da redondeza afirmam que o poste está sem luz há pelo menos um mês, fato que deixa a região um verdadeiro breu, levando mais insegurança para a população. Com isso, até mesmo usuários de drogas passaram a freqüentar a rua, o que tem tirado o sono dos moradores.

A técnica de laboratório, Lenice Rosa Andrade, de 51 anos, disse à nossa reportagem que os moradores estão se revezando para deixar luzes acesas durante a noite. “Já sentimos aumento no valor da conta de energia e consequentemente na taxa de iluminação pública por conta disso”, comentou a técnica.

Lenice relata que somente ela paga uma média de R$ 6,00 de taxa de iluminação pública. “Já fomos reclamar no departamento responsável, mas até agora nada foi resolvido”, informou a técnica. Levantamento feito pelo Edição de Notícias comprova que para trocar a lâmpada a prefeitura irá gastar uma média de R$ 15,00.

Provavelmente, a taxa de iluminação pública de duas residências em apenas um mês já cobre o custo da troca de lâmpada. Se o problema não for apenas na lâmpada, mas em outras peças, o custo máximo para resolver o problema pode chegar a R$ 85,00. Contudo, esse valor já está mais do que pago pelos moradores que há muitos anos contribuem com a iluminação pública.

OUTRO CASO – Não é a primeira vez que moradores colocam cartazes para protestar por falta de iluminação pública. Em maio de 2009, um morador da Morada do bairro Altos do São Pedro também cobrou com cartazes a troca de lâmpadas queimadas da avenida Otacílio Severo dos Santos.

O funcionário público, que pediu para não ser identificado, se encarregou de fazer as fotos e enviar à nossa redação. Vários postes ganharam cartazes com a seguinte frase: “Poste sem luz”. Na época, o funcionário escreveu que a precariedade da iluminação pública não era novidade, mas que os cidadãos não poderiam ficar de braços cruzados.

Jornal Midiamax