Geral

Militares de Mato Grosso do Sul ajudam a combater epidemia de cólera no Haiti

Soldados que integram as forças de paz brasileiras no Haiti fazem trabalhos de ajuda humanitária na capital Porto Príncipe.

Arquivo Publicado em 31/10/2010, às 19h10

None

Soldados que integram as forças de paz brasileiras no Haiti fazem trabalhos de ajuda humanitária na capital Porto Príncipe.

Militares de Mato Grosso do Sul que integram as forças de paz brasileiras no Haiti (Brabatt 2) estão ajudando a coibir a epidemia de cólera na capital Porto Príncipe. Os trabalhos de ajuda humanitária envolvem palestras em escolas, distribuição de panfletos e conscientização da população local.

O Brabatt 2 também promoveu palestra para 60 voluntários haitianos da brigada de proteção comunitária, com objetivo de apresentar as principais medidas de prevenção e combate ao Cólera.

Além disso, o batalhão oferece cursos de capacitação para universitários da área de saúde sobre doenças infecciosas, bem como a realização de treinamentos da técnica START (Simples Triagem e Rápido Tratamento), a serem utilizadas em casos de desastres naturais. O Brabatt 2 possui 550 militares de Mato Grosso do Sul em seus efetivos.

Jornal Midiamax