Geral

Marina pede ‘investigação imediata’ de suposto lobby

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, pediu investigação rápida do suposto esquema de lobby que envolveria filhos da ministra Erenice Guerra, da Casa Civil, segundo reportagem da edição deste final de semana da revista “Veja”. A ministra negou a acusação e disse que pretende processar a revista. O empresário que teria feito denúncia […]

Arquivo Publicado em 12/09/2010, às 16h33

None

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, pediu investigação rápida do suposto esquema de lobby que envolveria filhos da ministra Erenice Guerra, da Casa Civil, segundo reportagem da edição deste final de semana da revista “Veja”.

A ministra negou a acusação e disse que pretende processar a revista. O empresário que teria feito denúncia de cobrança de propina por parte do filho da ministra em troca do fechamento de um contrato com os Correios divulgou nota desmentindo a publicação. A revista manteve as informações, afirmando ter gravações e documentos.

“É preciso investigação e punição. São denúncias graves e deve-se fazer uma investigação com rigor”, afirmou a candidata durante visita neste domingo ao Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Ela ressalvou que não vai “condenar ninguém sem provas”. “Mas a denúncia é muito grave, e o que está sendo dito exige satisfação para a sociedade e investigação imediata”, declarou.

A candidata também voltou a falar sobre a quebra de sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB. “Hoje, no Brasil vivemos uma situação dramática. Denúncias de todos os lados, atuais e passadas. Precisamos ter um olhar para a gestão pública, para que não surjam denúncias apenas em período eleitoral”, afirmou.

Jornal Midiamax