Geral

Mãe de Isabella diz que foi ‘cruel’ ver Alexandre Nardoni no julgamento

Quase 18 horas após o julgamento que condenou o casal Nardoni pelo assassinato de Isabella, a mãe da menina, Ana Carolina Oliveira, de 25 anos, afirmou com o semblante cansado ter tido forças para segurar uma foto da filha durante todo o depoimento prestado na segunda-feira (22) no Fórum de Santana, na Zona Norte de […]

Arquivo Publicado em 28/03/2010, às 22h44

None

Quase 18 horas após o julgamento que condenou o casal Nardoni pelo assassinato de Isabella, a mãe da menina, Ana Carolina Oliveira, de 25 anos, afirmou com o semblante cansado ter tido forças para segurar uma foto da filha durante todo o depoimento prestado na segunda-feira (22) no Fórum de Santana, na Zona Norte de São Paulo.

Carol, como ela é chamada pelos parentes, também disse que foi muito “cruel” e “inacreditável” ver o pai de “Isa”, Alexandre Nardoni, de 31 anos, sentado no banco dos réus ao lado da mulher, Anna Carolina Jatobá, de 26.

“A todo momento, eu estava ali por ela [Isabella] e para ela. Pensei demais nela. Eu tinha uma foto na minha mão. A todo momento que me desesperava, eu abria para ela me dar uma força. Eu tinha que falar o que eu sabia a todo momento, o que eu falei desde o começo. Foi uma situação bem difícil para mim”, afirmou a bancária no sábado (27) em entrevista exclusiva ao G1 (veja a íntegra no vídeo acima).

“Quando entrei, estava tão nervosa que não tive visão ampla do plenário. Não conseguia olhar para a plateia, não via nada. Na verdade, não foi nem eu que não olhei para eles. Eu vi o rosto do Alexandre. Só parte do rosto dele. A Jatobá eu nem consegui ver. É tão cruel estar ali naquele momento e ver que a pessoa que tinha que zelar pela vida dela não foi a que zelou. É muito cruel. Chega a ser inacreditável”, completou a mãe de Isabella, aliviada com a punição ao casal. “A condenação foi uma resposta de que a justica foi feita.”

Jornal Midiamax