Geral

Licitação para construção de rede elétrica financiada pelo Mercosul é aberta

As autoridades paraguaias abrirão nesta segunda-feira a primeira licitação para construir a subestação de Villa Hayes, ao norte de Assunção, com um investimento de US$ 206 milhões de um programa do Mercosul. A subestação de Villa Hayes abrigará a segunda rede elétrica do país com energia produzida pela hidroelétrica paraguaio-brasileira de Itaipu, situada sobre o […]

Arquivo Publicado em 24/10/2010, às 19h18

None

As autoridades paraguaias abrirão nesta segunda-feira a primeira licitação para construir a subestação de Villa Hayes, ao norte de Assunção, com um investimento de US$ 206 milhões de um programa do Mercosul.

A subestação de Villa Hayes abrigará a segunda rede elétrica do país com energia produzida pela hidroelétrica paraguaio-brasileira de Itaipu, situada sobre o Rio Paraná, na fronteira entre ambos países, e prevê também um cabo de 500 quilowatts de mais de 300 quilômetros.

A direção paraguaia de Itaipu informou em seu site que o custo da subestação “rondará os US$ 206 milhões, que serão cobertos pelo Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul (Focen), integrado ainda por Argentina e Uruguai.

“A construção da linha de transmissão de 500 kW prevê três licitações. A primeira será publicada nesta segunda-feira, 25 de outubro. A segunda em meados de novembro e a última, em dezembro”, indicou o órgão.

A direção destacou que quando terminarem as obras, em novembro de 2013, o Paraguai terá condições de aproveitar o dobro da energia que atualmente retira de Itaipu, que ronda os 25%.

A construção da subestação de Villa Hayes foi apresentada em 30 de julho pelos presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e do Paraguai, Fernando Lugo, no marco de uma série de reivindicações feitas por Lugo na administração conjunta de Itaipu. EFE

Jornal Midiamax