Geral

Laudo nega morte de jovem por dengue, mas família não descarta negligência médica

Leonardo Santana de Brito, 22, morreu no último dia 15 de janeiro no posto de saúde Vila Almeida em Campo Grande

Arquivo Publicado em 29/03/2010, às 22h21

None

Leonardo Santana de Brito, 22, morreu no último dia 15 de janeiro no posto de saúde Vila Almeida em Campo Grande

Leonardo Santana de Brito, 22, não morreu de dengue hemorrágica de acordo com resultados de exames de sangue que consta no laudo da Secretaria Estadual de Saúde.

Leonardo, faleceu no último dia 15 de janeiro no posto de saúde Vila Almeida. Na época a suspeita era a de que a vítima poderia estar com dengue hemorrágica.

Mesmo com o resultado de negativo para a doença, a família da vítima não descarta a possibilidade de omissão e negligência médica durante o atendimento.

“O primeiro médico que atendeu meu marido não passou o quadro dele para o outro médico que ia entrar de plantão, muito menos foi feito um raio-x nele”, diz a esposa Laís Lucrécia Bordado, 26.

Outro exame feito pelo instituto Evandro Chagas, para diagnosticar o óbito ainda não está pronto. De acordo com a família, a informação repassada é a de que o instituto que atende inclusive países vizinhos, está sobrecarregado.

A família de Leonardo entrará na justiça em relação a uma possível negligência ou omissão médica.

Jornal Midiamax