Geral

Juiz-prefeito deve chefiar Dourados até as eleições

A presidente da Câmara dos Vereadores de Dourados, Délia Razuk, não assumiu a prefeitura porque o MPE (Ministério Público Estadual) moveu um recurso contra a posse dela. O MPE pediu ao TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que o juiz-prefeito Eduardo Machado Rocha, fique no cargo até o período da eleição, que […]

Arquivo Publicado em 21/09/2010, às 20h22

None

A presidente da Câmara dos Vereadores de Dourados, Délia Razuk, não assumiu a prefeitura porque o MPE (Ministério Público Estadual) moveu um recurso contra a posse dela.

O MPE pediu ao TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que o juiz-prefeito Eduardo Machado Rocha, fique no cargo até o período da eleição, que acontece no dia 3 de outubro. A corte acatou o propósito, ao menos por enquanto.

De acordo com a assessoria de imprensa do MPE, o órgão acha que a saída do juiz, que assumiu o cargo desde a prisão do prefeito da cidade, Ari Artuzi, pode influir ainda mais na instabilidade política vivida pelo município.

Desde o dia 1º, quando o prefeito, o vice-prefeito e nove dos 12 vereadores da cidade foram presos, qualquer atividade política promovida no município, tem sido acompanhada de manifestações populares. Numa delas, um vereador levou uma sapatada no rosto.

Jornal Midiamax