Geral

Juiz prefeito de Dourados visita locais atingidos por temporal

O juiz prefeito interino Eduardo Machado Rocha visitou na manhã desta segunda-feira os locais mais afetados pelo temporal que atinge Dourados desde domingo. A chuva forte provocou estragos em pelo menos 15 casas das sitiocas Alvorada, Ouro Fino, Bela Vista e Chácara Abaeté. Rocha percorreu os pontos mais atingidos e determinou providências para ajudar os […]

Arquivo Publicado em 27/09/2010, às 19h22

None

O juiz prefeito interino Eduardo Machado Rocha visitou na manhã desta segunda-feira os locais mais afetados pelo temporal que atinge Dourados desde domingo. A chuva forte provocou estragos em pelo menos 15 casas das sitiocas Alvorada, Ouro Fino, Bela Vista e Chácara Abaeté. Rocha percorreu os pontos mais atingidos e determinou providências para ajudar os moradores.

A chuva de granizo registrada no domingo destruiu os telhados, obrigando os moradores a deixar as casas. A Defesa Civil socorreu pelo menos 15 famílias nesta situação, removendo-as para casas de parentes ou amigos.

Por determinação do juiz prefeito interino, a prefeitura comprou emergencialmente pelo menos nove mil metros de lonas para atender as famílias mais necessitadas.

As telhas da casa de Alzira Donato Nascimento, 76, residente no Sítio Alvorada, foram perfuradas pelo granizo. Os filhos da idosa tentavam nesta segunda-feira colocar uma lona para proteger a casa. Mas foi praticamente impossível, já que a chuva não deu trégua durante toda a manhã.

Eduardo Machado Rocha visitou a casa de Alzira Nascimento e procurou tranquilizar a moradora, informando que a prefeitura vai fornecer lona e apoio da Assistência Social ainda nesta segunda.

Aviário

O prefeito interino visitou também a Fazenda Cornélio, localizada na Rodovia 163, entre Dourados e Caarapó. No local, até a manhã desta segunda-feira pelo menos mil frangos tinham morrido em consequência do temporal.

O granizo quebrou as telhas do aviário e os proprietários não tiveram como proteger os frangos, que morreram de frio. A chuva inundou o barracão e 15 mil aves podem morrer se não forem removidas do local.

As casas dos proprietários da fazenda, Otto Junior e Francieli Cornélio, também foram atingidas pelo granizo. Lonas foram colocadas na cobertura por causa dos buracos provocados pelo granizo no telhado das residências. “A chuva não demorou dois minutos, mas o estrago que provocou foi muito grande”, disse Otto.

Eduardo Machado Rocha disse que a prefeitura, junto com a Defesa Civil, está fazendo todos os esforços para atender as famílias com a distribuição de lonas e outras necessidades neste momento de emergência. “Os estragos foram muito grandes. Estamos levantando toda a situação e buscar atender com a máxima urgência essas famílias”, disse ele.

Jornal Midiamax