Geral

Jovens furtam igreja para comprar pedras de crack

Dois jovens trêslagoenses foram presos na madrugada desta terça-feira (20) na cidade de Aparecida do Taboado durante uma operação realizada entre a Polícia Civil e Militar. Em nota, a polícia daquele município informou que às 2 horas do dia 20 de outubro foram furtados da Igreja Adventista do Sétimo Dia da Vila São Jerônimo um […]

Arquivo Publicado em 21/10/2010, às 12h06

None

Dois jovens trêslagoenses foram presos na madrugada desta terça-feira (20) na cidade de Aparecida do Taboado durante uma operação realizada entre a Polícia Civil e Militar.

Em nota, a polícia daquele município informou que às 2 horas do dia 20 de outubro foram furtados da Igreja Adventista do Sétimo Dia da Vila São Jerônimo um aparelho de som, duas caixas de som, dois microfones, e uma caixa de som amplificada.

As Polícias Civil e Militar levantaram informações logrando êxito em identificar e prender os acusados do furto sendo um adolescente de 15 anos e A.S.P.S de 23 anos, os quais confessaram o crime.

A dupla contou à polícia que os materiais subtraídos foram vendidos e o dinheiro adquirido foi usado para comprar pedras de “crack”.

Continuando as investigações, os policiais encontraram o aparelho de som com S.S.O. de 20 anos, que alegou ter pagado R$ 50, bem como a caixa de som, que estava com os trêslagoenses D.S.D. de 20 anos e A.M.R. 21 anos, que alegaram já ter entregado a quantia de R$ 40 para o vendedor daquele objeto.

O delegado de Polícia de Aparecida do Taboado autuou A.S.P.S em flagrante pela prática do crime de furto e corrupção de menores, bem como autuou em flagrante S.S.O., A.M.R. e D.S.D., todos pela prática do crime de receptação.

O menor de 15 anos foi ouvido e liberado, haja vista o que dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente, tendo os policiais confeccionado o Auto de Apuração de Ato Infracional.

Embora várias diligências tivessem sido feitas, os microfones não foram localizados.

Quase todos os envolvidos possuem passagens anteriores pela polícia. A.M.R. e D.S.D. são de Três Lagoas e estavam em Aparecida do Taboado cerca de 45 dias.

Jornal Midiamax