Geral

José Serra vai a Minas para afagar Aécio Neves

O governador de São Paulo, José Serra, foi à sede do governo de Minas nesta quarta-feira afagar publicamente o seu “querido amigo” Aécio Neves –o candidato a vice-presidente dos seus sonhos do grupo de Serra, pré-candidato do PSDB. Os dois puderam conversar longamente. Aliados de Aécio disseram à Folha que a conversa pode ter sido […]

Arquivo Publicado em 24/03/2010, às 23h58

None

O governador de São Paulo, José Serra, foi à sede do governo de Minas nesta quarta-feira afagar publicamente o seu “querido amigo” Aécio Neves –o candidato a vice-presidente dos seus sonhos do grupo de Serra, pré-candidato do PSDB. Os dois puderam conversar longamente.

Aliados de Aécio disseram à Folha que a conversa pode ter sido mais uma tentativa de Serra fazer de Aécio o seu vice, mas que o mineiro resistiria.

Mas, na sede do governo, assessores de Aécio disseram que a conversa girou apenas sobre o cenário político, sem espaço para conversa sobre Aécio vice.

Serra disse em pronunciamento, após a primeira conversa de 30 minutos com Aécio, que estava satisfeito por ter feito a sua última viagem como governador para Minas e que aquele era um ato “simbólico e representativo” da proximidade política dos dois tucanos.

O pretexto do encontro em Belo Horizonte foi assinar convênios de capacitação técnica nas áreas fazendária e de segurança pública, a sete dias de Serra e Aécio deixarem os seus respectivos governos.

No pronunciamento que fizeram, Aécio se limitou a falar dos convênios, mas Serra, não.

“Para mim é motivo de muita satisfação, na minha última saída de São Paulo, vir aqui a Minas Gerais encontrar o nosso grande governador de Minas, meu amigo pessoal, meu companheiro de partido. Portanto, o Aécio tem essas três faces quando se refere ao nosso relacionamento”, disse Serra.

“E para mim é motivo de alegria, [e] para dar mais uma demonstração, ao mesmo tempo simbólica e prática, da nossa proximidade dos dois Estados e nossa, de nós dois”, afirmou.

Eles não quiserem responder a nenhuma pergunta. Serra apenas repetiu o que havia dito no pronunciamento, e Aécio retribuiu os elogios.

“Eu agradeço a generosidade da visita. [E manifesto] Minha alegria em receber mais uma vez o companheiro, amigo e correligionário José Serra.”

Pela manhã, no Rio, ao ser questionado sobre a insistência do PSDB em tê-lo como vice e se pode haver possibilidade de ele mudar sua posição, Aécio mais uma vez negou.

“A minha decisão é muito serena, porque ela é tomada a partir de uma convicção muito pessoal que tenho. A forma melhor de eu ajudar ao candidato do meu partido é estando em Minas, atuando em Minas, apoiando o nosso candidato ao governo, [vice-governador] Antonio Anastasia, e apoiando o candidato José Serra”, disse.

“Essa é a forma que tenho melhor de ajudar o companheiro José Serra”, afirmou Aécio.

Jornal Midiamax