Geral

Inmetro conclui Operação Especial de Natal em Campo Grande

A Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM/MS), órgão delegado do Inmetro, encerrou a Operação Especial de Natal. Na primeira etapa os agentes do órgão percorreram estabelecimentos comerciais de Campo Grande para fiscalizar brinquedos e luminárias natalinas (popularmente conhecidas como “pisca-piscas”). A Agência fiscalizou o comércio local e constatou que de 18...

Arquivo Publicado em 20/12/2010, às 17h56

None

A Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM/MS), órgão delegado do Inmetro, encerrou a Operação Especial de Natal. Na primeira etapa os agentes do órgão percorreram estabelecimentos comerciais de Campo Grande para fiscalizar brinquedos e luminárias natalinas (popularmente conhecidas como “pisca-piscas”).

A Agência fiscalizou o comércio local e constatou que de 18.447 brinquedos fiscalizados, 19 foram reprovados. Quanto às luminárias, os agentes fiscalizaram 2.022 unidades, sendo que 20 estavam irregulares.

Na segunda etapa foram fiscalizados os produtos natalinos pré-medidos, que são embalados sem a presença do consumidor. O objetivo foi analisar se o peso e volume correspondem ao indicado na embalagem. De acordo com o agente metrológico da Agência, Eder Luiz de Oliveira Martins, os fiscais realizaram 500 pré-exames nos estabelecimentos comerciais em produtos como frutas cristalizadas, colombas natalinas, nozes, uvas passas, castanhas, etc.

Os que apresentaram indícios de irregularidades foram coletados e transportados ao Laboratório de Pré-Medidos da AEM/MS para perícia. Também foram coletados alguns panetones, porque não há como determinar o peso correto da embalagem no pré-exame deste produto. Apenas um produto pré-medido foi reprovado: frutas cristalizadas da marca La Violetera, de 150 g.

Os fabricantes foram notificados para acompanhar os ensaios. Quando constatada a irregularidade, os responsáveis são autuados e têm prazo de dez dias para apresentar defesa.

Ouvidoria

Os consumidores que suspeitarem do peso dos produtos podem denunciar pelo telefone 0800 67 52 20.

Jornal Midiamax