Geral

Índios e peões entram em confronto em Douradina

Membros de um grupo de 86 famílias indígenas da etnia guarani kaiowá entraram em confronto com peões de fazendas em Douradina, na manhã desta terça-feira (21). Os índios do acampamento Ita’y Ka’aguyrusu ocupam terras particulares desde o dia 4 de setembro, e relatam que estão sofrendo constantes ameaças dos fazendeiros. Segundo o líder do acampamento, […]

Arquivo Publicado em 21/09/2010, às 13h13

None

Membros de um grupo de 86 famílias indígenas da etnia guarani kaiowá entraram em confronto com peões de fazendas em Douradina, na manhã desta terça-feira (21). Os índios do acampamento Ita’y Ka’aguyrusu ocupam terras particulares desde o dia 4 de setembro, e relatam que estão sofrendo constantes ameaças dos fazendeiros.


Segundo o líder do acampamento, Roberto Alziro, o ataque ocorreu por volta das 7h30. Homens armados e em vários veículos teriam tentado invadir a área ocupada pelos índios, quando começou o confronto. “Pegamos os carros e o trator deles, e os homens estão a uma distância de 150 metros da gente”, conta.


Alziro relata ainda que ouviu tiros durante a confusão, mas ninguém ficou ferido. Esta é quarta vez em 17 dias que o acampamento é invadido e atacado, segundo o Conselho Indigenista Missionário (Cimi). Efigênia, professora da escola indígena, disse que em uma das investidas, uma indígena caiu e quebrou a perna.


No momento, a situação é tensa no acampamento indígena. Alziro disse que acionou a Polícia Federal, a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Ministério Público Federal para intermediar o confronto. A área ocupada tem cerca de 2 mil hectares.


O Midiamax acompanha o caso.

Jornal Midiamax