Geral

Idoso é morto espancado dentro de casa

Francklin Shinzato, de 78 anos, é o segundo idoso vítima de latrocínio nesta semana em Campo Grande; outro caso ocorreu nas Moreninhas

Arquivo Publicado em 25/03/2010, às 12h33

None

Francklin Shinzato, de 78 anos, é o segundo idoso vítima de latrocínio nesta semana em Campo Grande; outro caso ocorreu nas Moreninhas

Um idoso de 78 anos, vítima de espancamento foi encontrado morto na manhã de ontem rua Bocage, na rua São Francisco, em Campo Grande.


Segundo informações da polícia, o aposentado Francklin Yashuyro Shinzato, de 78 anos, morreu na noite terça-feira, porém o seu corpo só foi encontrado ontem, quando sua empregada chegou até à casa e a encontrou trancada.


Ela tentou ligar, porém, o seu patrão na atendia ao telefone. Preocupada, a mulher ligou para o sobrinho de Shinzato. Ele chegou até o local e viu que na varanda da casa do seu tio havia uma televisão, liquidificador e uma garrafa de champagne suja de sangue.


O sobrinho acionou a polícia militar que foi até o local e entrou na casa do idoso. Dentro da residência, os policiais encontraram o corpo de Shinzato entre dois sofás com ferimentos na cabeça que indicavam um espancamento.


De acordo com o sobrinho, da casa foi roubada uma televisão e uma Belina, de placas HRI 1684, de Campo Grande, que foi encontrada por policiais da Derf (Delegacia Especializada no Combate a Roubos e Furtos) no bairro Nova Campo Grande. A polícia investiga o caso para prender o autor do crime.


Essa não é a primeira vez que o idoso foi vítima de um crime. No ano passado, ele foi assaltado e agredido por dois homens, sendo que um deles havia sido contratado pela vítima para fazer um trabalho de jardinagem. Porém, o falso jardineiro, junto com seu comparsa, acabou roubando os cartões e dinheiro da vitima.


Outro caso


Esse é o segundo casa na semana em que um idoso é vítima de latrocínio na Capital. Na segunda-feira à noite, Geraldo Cardoso, de 63 anos, foi assassinado durante um assalto a um bar realizado por três ladrões na região das Moreninhas.


De acordo com a polícia, no bar, os ladrões tiraram dinheiro do bolso do comerciante, Raimundo Nunes, de 61 anos, que reagiu e levou um tiro no braço. Geraldo Cardoso, que morava há 25 anos no bairro, tentou ajudar colega e acabou atingido por três tiros, um deles na cabeça.


Um garoto de 14 anos de idade e um homem de 27 anos já foram presos e confessaram sua participação no crime. A polícia ainda procura outras duas pessoas, que teriam participado do assassinato, sendo um deles também de 14 anos de idade e outro já adulto conhecido como Negrinho da Gralha.

Jornal Midiamax