Geral

Ibama aguarda regularização ambiental do Porto de Paranaguá

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) não vai recorrer da liminar da Justiça Federal que suspendeu o embargo ao Porto de Paranaguá, interditado ontem (8) pelo órgão ambiental. O Ibama vai aguardar o prazo de 30 dias dado pela Justiça para que a administração do porto apresente um cronograma […]

Arquivo Publicado em 10/07/2010, às 00h27

None

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) não vai recorrer da liminar da Justiça Federal que suspendeu o embargo ao Porto de Paranaguá, interditado ontem (8) pelo órgão ambiental.

O Ibama vai aguardar o prazo de 30 dias dado pela Justiça para que a administração do porto apresente um cronograma de regularização ambiental.

De acordo com o presidente do Ibama, Abelardo Bayma, a administração do porto descumpriu um termo de compromisso para regularização ambiental do terminal, o que levou ao embargo e à aplicação de multa de R$ 4,8 milhões.

Na madrugada de hoje (9), o juiz federal Marcos Josegrei da Silva, concedeu liminar para reabertura do Porto de Paranaguá, o segundo maior do país, que passou algumas horas paralisado após a operação do Ibama.

Jornal Midiamax