Geral

Homem que degolou no Tijuca tentou fugir de delegacia em Campo Grande

Christian Rampagne Castedo, 35 anos, irmão de Éder Castedo, que segundo a polícia contratou o assassinato de Regina Bueno França, 40, e da cabeleireira Cláudia de Araújo Mugnaine, 34, tentou fugir de uma das celas provisórias da Sexta Delegacia de Polícia, no sábado, 18. Segundo a assssoria da Polícia Civil, Castedo e um outro preso […]

Arquivo Publicado em 20/12/2010, às 20h40

None

Christian Rampagne Castedo, 35 anos, irmão de Éder Castedo, que segundo a polícia contratou o assassinato de Regina Bueno França, 40, e da cabeleireira Cláudia de Araújo Mugnaine, 34, tentou fugir de uma das celas provisórias da Sexta Delegacia de Polícia, no sábado, 18.

Segundo a assssoria da Polícia Civil, Castedo e um outro preso identificado como sendo Alaer Vilhalva da Silva, 22, foram flagrados por agentes tentando serrar as grades

Após suspeita levantada pelos investigadores de plantão, foi realizada revista nas celas, quando foram apreendidos diversos pedaços de serra-metal, chaves mixa e um canivete. As grades superiores das celas haviam sido parcialmente serradas.

Tanto Christiamn quanto Alaer foram autuados em flagrante pela prática de “dano qualificado ao patrimônio público” e transferidos para outra unidade.

O crime

Claudia e Regina foram encontradas mortas no dia 1º de dezembro deste ano, em uma residência localizada no bairo Tijuca I, de propriedade de Claudia. As duas estavam com as mãos amarradas e com corte profundo no pescoço. Segundo o que foi apurado, as duas foram dominadas, asfixiadas e depois degoladas.

Cristian Rampagne foi quem executou Regina, a mulher que seu irmão, Corumbá, desconfiava ser informante da polícia o teria “dedurado” sobre a quebra de colônia. Já Weber Barreto, o Elbinho, foi quem matou Claudia, conforme informações contidas no inquérito.

Jornal Midiamax