Geral

Homem é morto com tesoura e tem corpo queimado

Averiguando denúncia de populares, policiais da 6ª Comissaria da Polícia Nacional do Paraguai, localizada no bairro General Genes, em Pedro Juan Caballero, encontraram na manhã de hoje o corpo carbonizado do paraguaio Carlos Garay, 44 anos, que segundo a família era alcoólatra. Os restos estavam em uma residência da Rua Alberto Brau e o mau […]

Arquivo Publicado em 02/11/2010, às 23h01

None

Averiguando denúncia de populares, policiais da 6ª Comissaria da Polícia Nacional do Paraguai, localizada no bairro General Genes, em Pedro Juan Caballero, encontraram na manhã de hoje o corpo carbonizado do paraguaio Carlos Garay, 44 anos, que segundo a família era alcoólatra.


Os restos estavam em uma residência da Rua Alberto Brau e o mau cheiro que exalava da casa chamou a atenção dos vizinhos, que avisram a polícia. Como a porta do quarto estava trancada, os policiais conseguiram chegar a uma janela, por onde puderam ver que havia um corpo sobre a cama, totalmente queimado.


Num primeiro momento julgo-se que o incêndio poderia ter sido acidental, provocado possivelmente por alguma bituca de cigarro, que provocou o sinistro enquanto a vítima dormia, sob efeito de bebida alcoólica. Os legistas calcularam que a morte tenha ocorido há aproximadamente dois dias.


Durante os levantamentos no local, os peritos constataram que Carlos Garay foi assassinado a golpes de tesoura, pois encontraram uma das lâminas cravada do lado esquerdo do corpo, abaixo da costela. Os oficiais da criminalística informaram que logo após a morte o autor do crime ateou fogo no corpo sobre a cama.


Estiveram no local o assistente fiscal (auxiliar do Ministério Público) Oscar Saúl Valdez, acompanhado do novo chefe da Polícia Nacional em Pedro Juan Caballero, Francisco Morales.

Jornal Midiamax