Geral

Governo central tem déficit de R$ 1,1 bilhão nas contas em fevereiro

Depois de registrar superávit primário recorde em janeiro, o governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) apresentou resultado negativo em fevereiro. Segundo números divulgados há pouco pelo Tesouro Nacional, houve déficit primário de R$ 1,1 bilhão no segundo mês do ano. O principal responsável pelo resultado negativo foi a Previdência Social, que regis...

Arquivo Publicado em 30/03/2010, às 18h46

None

Depois de registrar superávit primário recorde em janeiro, o governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) apresentou resultado negativo em fevereiro. Segundo números divulgados há pouco pelo Tesouro Nacional, houve déficit primário de R$ 1,1 bilhão no segundo mês do ano.

O principal responsável pelo resultado negativo foi a Previdência Social, que registrou déficit de R$ 3,8 bilhões em fevereiro. O rombo foi insuficiente para compensar o superávit de R$ 2,7 bilhões obtido pelo Tesouro Nacional. No mês passado, o Banco Central registrou déficit de R$ 8 milhões, o que praticamente não influenciou no resultado final.

O resultado primário representa a economia que o governo faz para pagar os juros da dívida pública. Em caso de déficit, como o registrado no mês passado, o governo, na prática, não conseguiu pagar os juros, o que resultou na ampliação do rombo das contas públicas.

No acumulado dos dois primeiros meses de 2010, o superávit primário soma R$ 12,8 bilhões, quase seis vezes superior em relação aos R$ 2,9 bilhões obtidos no mesmo período do ano passado. O governo foi beneficiado pelo superávit primário recorde de R$ 13,9 bilhões registrado em janeiro.

Mesmo com o déficit em fevereiro, o governo central cumpriu, no primeiro bimestre com 70% da meta de superávit primário de R$ 18 bilhões para os quatro primeiros meses do ano.

Jornal Midiamax