Geral

Feira Central de Campo Grande ganha posto de coleta de óleo

Um novo posto de coleta de óleo do Programa de Coleta de Óleos Residuais de Cozinha (Recol) foi inaugurado, em Campo Grande, na Feira Central e Turística e deverá dar suporte não só aos moradores e frequentadores da região, mas também aos empreendimentos situados na Feira que fazem constante uso de óleo de cozinha. No […]

Arquivo Publicado em 18/12/2010, às 11h44

None

Um novo posto de coleta de óleo do Programa de Coleta de Óleos Residuais de Cozinha (Recol) foi inaugurado, em Campo Grande, na Feira Central e Turística e deverá dar suporte não só aos moradores e frequentadores da região, mas também aos empreendimentos situados na Feira que fazem constante uso de óleo de cozinha.

No dia desta inauguração também foi comemorado os 85 anos da Feira Central e Turística de Campo Grande, mais conhecida apenas como Feira Centra. Na Esplanada da Estação Ferroviária ela existe há seis. Para a festa, organizada pela Associação da Feira Central de Campo Grande, os clientes da Feira foram presenteados com shows gratuitos das duplas César Menotti e Fabiano e Mato Grosso e Mathias, além do cantor Edson (ex-Edson e Hudson) e outros artistas regionais.

Segurança

Também foi inaugurado o novo sistema de gás encanado, que substituirá os cerca de 280 botijões de gás empregados nos restaurantes de Feira, provenientes de um convênio entre Copagaz e a Feira Central. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 100 mil nas obras. “Estamos muito felizes de oferecer um conforto a mais para nossos clientes, que agora contam com mais segurança na Feira Central. É uma forma muito gratificante de comemorarmos os seis anos da Feria neste local”, comenta Alvira de Melo, presidente da Associação da Feira Central.

Para participar, basta o cidadão alocar o óleo de cozinha em garrafas pet e levá-las aos Locais de Entrega Voluntária (LEVs), que são os Ecopontos Bálsamo e São Conrado, o Mercadão Central e agora a Feira Central. “Estamos cumprindo as especificações do Recol, que é de aumentar os LEVs. Também estamos credenciando outros parceiros e empresas com licenciamento ambiental para fazer o processamento e dar o fm correto aos subprodutos resultantes do processamento do óleo. Mas também contamos com a ajuda da população, sem a qual o programa não tem como funcionar”, explica Marcos Cristaldo, secretário de Meio Ambiente e de Desenvolvimento de Campo Grande.

Recol

O objetivo do programa é dar uma destinação final, ambientalmente adequada, para o óleo de cozinha usado que é jogado na pia, no lixo, no vaso sanitário, nos ralos ou no solo e causa danos ao meio ambiente. Em contato com a água, esse resíduo líquido passa por reações químicas que resultam em emissão de metano e/ou CO2. Quanto mais o cidadão evitar o descarte do óleo na rede de coleta de esgoto ou no lixo comum, mais estará contribuindo para preservar o meio ambiente.

Pontos de Coleta Recol

Feira Central – Rua 14 de Julho, 3351, Centro

Mercado Municipal – Rua 7 de setembro, Centro.

Ecoponto Bálsamo – Rua dos Topógrafos com Araraquara, Jd Bálsamo.

Ecoponto São Conrado – Rua Furquim com Rua Campo Maior, bairro São Conrado.

Jornal Midiamax