Geral

Família tem casa interditada por risco de desmoronamento

Na manhã desta terça-feira(28) uma família moradora na rua Alameda São José no bairro Jacarezinho, teve sua residência interditada pelo Corpo de Bombeiros de Naviraí, devido a um buraco de aproximadamente 1, 5 metros de diâmetro que se abriu no chão ao lado da residência. O buraco está do lado da casa e também embaixo […]

Arquivo Publicado em 28/09/2010, às 15h27

None

Na manhã desta terça-feira(28) uma família moradora na rua Alameda São José no bairro Jacarezinho, teve sua residência interditada pelo Corpo de Bombeiros de Naviraí, devido a um buraco de aproximadamente 1, 5 metros de diâmetro que se abriu no chão ao lado da residência. O buraco está do lado da casa e também embaixo do chão da residência, deixando a mesma em risco de desmoronamento.


Os bombeiros constataram também que a galeria de águas pluviais passa por dentro do quintal e por baixo da residência, isso pode ter sido a causa do desmoronamento do quintal.


Debaixo de chuva a família que é formada por 6 pessoas entre adultos e crianças, tiraram da casa alguns aparelhos eletrônicos, colchões e roupas e alguns moveis que foram levados para casas de amigos. Uma equipe da assistência social esteve no local conversando com a família que optou em ir para casas de parentes até que a situação seja resolvida.


O município de Naviraí decretou situação de emergência pelo prazo de 90 dias nesta segunda-feira (27), após a cidade ter sido atingida por uma forte tempestade de ventos fortes e granizo que trouxe prejuízos para boa parte da população na noite de sábado (25). Várias residências foram destruídas pelas pedras de granizo, sendo que a prefeitura teve que intervir e comprar centenas de metros de lonas.


O corpo de bombeiros de Naviraí, juntamente com equipes da assistência social do município estão desde a manhã de domingo, atendendo a população atingida pela tempestade.


Levantamento oficial contabilizado pela prefeitura e corpo de bombeiros dá conta que 884 casas foram atingidas pela forte chuva. Segundo o vice-prefeito Ronaldo Botelho, este número pode ultrapassar 1.400 unidades.

Jornal Midiamax