Geral

Espiões tentam monitorar reunião de entidades que protestam contra escândalo

Dois homens, que participavam da reunião de integrantes de 15 entidades que preparam uma agenda de manifestos contra o escândalo envolvendo os poderes legislativo, executivo e judiciário do estado, foram convidados a se retirarem do local porque foram reconhecidos como policiais do serviço reservado da Polícia Militar de MS. Antes de começar a reunião deliberativa […]

Arquivo Publicado em 22/09/2010, às 19h09

None

Dois homens, que participavam da reunião de integrantes de 15 entidades que preparam uma agenda de manifestos contra o escândalo envolvendo os poderes legislativo, executivo e judiciário do estado, foram convidados a se retirarem do local porque foram reconhecidos como policiais do serviço reservado da Polícia Militar de MS.

Antes de começar a reunião deliberativa foi apresentado um vídeo. Logo depois um participante se levantou e apontou dois homens como sendo da PM2 (serviço reservado da Polícia Militar) e, em seguida, se levantaram e saíram da sede da Fetems, onde acontecia a reunião.

Jornal Midiamax