Geral

Entidades se unem a favor da medida que prevê a venda de antibióticos com retenção de receita médica

Na próxima terça-feira (14), o presidente do Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso do Sul – CRF/MS, Ronaldo Abrão, participa da sessão plenária na Assembléia Legislativa. Ronaldo foi convidado pelo deputado estadual Junior Mochi, para falar sobre as vantagens que a determinação da Anvisa traz para a população. A RDC 44/2010 da Anvisa, entrou […]

Arquivo Publicado em 13/12/2010, às 23h55

None

Na próxima terça-feira (14), o presidente do Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso do Sul – CRF/MS, Ronaldo Abrão, participa da sessão plenária na Assembléia Legislativa. Ronaldo foi convidado pelo deputado estadual Junior Mochi, para falar sobre as vantagens que a determinação da Anvisa traz para a população.


A RDC 44/2010 da Anvisa, entrou em vigor no último dia 28 de novembro, e de lá pra cá vem mobilizando diversos setores da saúde. Pela resolução, os medicamentos antimicrobianos – conhecidos como antibióticos – somente podem ser vendidos pelas farmácias e drogarias com a retenção da receita médica, evitando assim o uso indiscriminado dos medicamentos e o avanço de superbactérias.


O presidente do Conselho fez questão de alertar ao deputado que ao prescrever um medicamento sem a receita médica, o balconista está exercendo a profissão de médico ilegalmente.


Logo após sua participação na sessão plenária, às 10h, o presidente do CRF/MS, Ronaldo Abrão, ao lado dos representantes do Conselho Regional de Medicina – CRM/MS e do Conselho Regional de Odontologia – CRO/MS, concedem coletiva à imprensa para esclarecer dúvidas e manifestar oficialmente a posição das entidades quanto a RDC 44/2010.

Jornal Midiamax