Geral

Em estádio colorado, Inter de Milão bate Mazembe e é campeão mundial

Inter campeão. Quando é que algum colorado poderia imaginar que a combinação dessas duas palavras machucaria tanto? É que o Inter campeão não veste vermelho, não é brasileiro, não levou uma multidão de fãs a Abu Dhabi. O Inter campeão mundial é azul e preto, fala italiano, teve torcida bem mais discreta em terras árabes. […]

Arquivo Publicado em 18/12/2010, às 20h09

None

Inter campeão. Quando é que algum colorado poderia imaginar que a combinação dessas duas palavras machucaria tanto? É que o Inter campeão não veste vermelho, não é brasileiro, não levou uma multidão de fãs a Abu Dhabi. O Inter campeão mundial é azul e preto, fala italiano, teve torcida bem mais discreta em terras árabes. O Internazionale fez aquilo que seu xará gaúcho não conseguiu: bateu o Mazembe, da República Democrática do Congo, por 3 a 0 na noite (horário local) deste sábado, no Zayed Sports City, e alcançou o topo do planeta.


Os africanos tinham a simpatia de muita gente: dos árabes, da Fifa e até dos colorados, eliminados por eles, mas que ficaram no estádio para apoiar os algozes. Até gritaram o nome do time congolês e xingaram o juiz. Não adiantou. Com gols precoces, primeiro de Pandev e depois de Eto’o, e outro de Biabiany na etapa final, o time italiano alcançou uma vitória sossegada.


É o primeiro título mundial do Internazionale no novo formato do torneio, com equipes de todos os continentes. Antes, o clube milanês havia vencido duas edições (1964 e 1965) na antiga fórmula, com duelo direto entre os campeões da Europa e da América do Sul. Ao Mazembe, resta a ressalva de ter sido o primeiro time africano a alcançar a final em um torneio organizado pela Fifa.

Jornal Midiamax