Geral

Eleição parlamentar dos EUA tem forte comparecimento de eleitores

A participação dos eleitores parece ser forte nas legislativas de meio de mandato realizadas nesta terça-feira, nos Estados Unidos, segundo informações preliminares das autoridades oficiais. Os eleitores republicanos estão dispostos a emitir seu voto contra o partido do presidente Barack Obama, e por conta disso, os democratas se empenham em azeitar sua máquina de votação […]

Arquivo Publicado em 02/11/2010, às 23h13

None

A participação dos eleitores parece ser forte nas legislativas de meio de mandato realizadas nesta terça-feira, nos Estados Unidos, segundo informações preliminares das autoridades oficiais. Os eleitores republicanos estão dispostos a emitir seu voto contra o partido do presidente Barack Obama, e por conta disso, os democratas se empenham em azeitar sua máquina de votação para tentar limitar perdas que se anunciam humilhantes no Congresso.


Espera-se uma forte participação do eleitorado democrata, para superar as pesquisas que apontam que Obama e seu partido sofrerão um provável voto de castigo.


Segundo as pesquisas, os republicanos poderão ganhar o controle da Câmara de Representantes, que renova a totalidade de seus 435 assentos, e recuperar um terreno substancial no Senado, que renova 37 de suas 100 cadeiras.


A participação do eleitor é tipicamente baixa em eleições não-presidenciais e foi de apenas 47,8% em 2006, o melhor resultado registrado desde 1994, quando 48,3% dos eleitores foram às urnas. Nas presidenciais de 2008, 63,6% dos eleitores inscritos emitiram seu voto, segundo o Birô de Recesseamento.


Clima nos Estados
Em Chicago, onde Obama foi senador, a corrida eleitoral parecia experimentar uma renovada força eleitoral. “Até agora estamos otimistas. Tivemos números sólidos pela manhã”, afirmou Jim Allen, porta-voz do comitê eleitoral de Chicago.


Em Minnesota, que geralmente lidera a participação eleitoral no país, a afluência dos eleitores foi significativa pela manhã, informou o secretário de Estado, Mark Ritchie. “O clima está ideal, não poderia ser melhor. Isso combinado com uma corrida bastante competitiva nos dá uma boa ideia de que vamos superar nossas estimativas”, acrescentou.


Já em Ohio, a participação parece ser mais moderada, segundo Kevin Kidder, porta-voz do escritório do secretário de Estado.


As autoridades eleitorais de Wisconsin também informaram sobre uma boa participação, assim como em Kentucky, Carolina do Norte, Nova York, Missouri e Virgínia.


Mas em Maryland a expectativa é que a afluência seja menor que a normal, de cerca de 57% até o início da tarde, segundo Linda Lamone, que coordena as eleições no Estado. “Mas nunca se sabe. As pessoas podem se entusiasmar às 17h e correr para as seções eleitorais”, explicou.


O Comitê Nacional Democrata informou sobre uma alta participação na Costa Leste, em tendência de aumento após o meio-dia, destacando a entusiasmada atividade dos voluntários.

Jornal Midiamax