Geral

Dourados: Palestra aborda aproveitamento integral de almentos

O Centro de Convivência da Pessoa Portadora de Deficiência “Dorcelina Folador” recebeu na tarde desta sexta-feira uma palestra sobre aproveitamento integral dos alimentos. O evento foi promovido pelo Programa Mesa Brasil, do Sesc (Serviço Social do Comércio). “A ideia é incentivar o aproveitamento integral dos alimentos, o combate ao desperdício e estimular a criatividade na […]

Arquivo Publicado em 18/10/2010, às 01h52

None

O Centro de Convivência da Pessoa Portadora de Deficiência “Dorcelina Folador” recebeu na tarde desta sexta-feira uma palestra sobre aproveitamento integral dos alimentos. O evento foi promovido pelo Programa Mesa Brasil, do Sesc (Serviço Social do Comércio).


“A ideia é incentivar o aproveitamento integral dos alimentos, o combate ao desperdício e estimular a criatividade na criação de alimentos. Eles aprendem a usar partes não convencionais dos alimentos, como cascas e sementes. São receitas mais nutritivas, de baixo custo e que possibilitam manter o paladar regionalizado”, explica a nutricionista do programa, Fernanda Viana Carvalho.


O evento está em sua segunda edição e é promovido em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro). Pelo menos 60 pessoas participaram da iniciativa que, além da palestra, ofereceu aferição de pressão, cálculo de IMC (Índice de Massa Corpórea) e atividades dinâmicas.


Além dos frequentadores do Centro de Convivência, estavam presentes integrantes da Associação Alecrim e da Pastoral da Criança.


“Desde quando começamos com o projeto vimos a necessidade do reaproveitamento de alimentos porque, para as famílias da associação há muita falta de alimentos. Além disso, a atividade eleva a auto-estima, ajuda na união e na partilha entre as famílias que participam da Associação”, disse Rosimar Lima Gomes, integrante da Associação Alecrim, que conta com 60 famílias cadastradas.


Atualmente, o Mesa Brasil atende 33 mil pessoas de 84 instituições de Dourados. “É uma atividade educativa. O que queremos é levar conhecimento para eles terem qualidade de vida. Por isso abordamos tanto o lado motivacional quanto o nutricional”, aponta a assistente social do Mesa Brasil, Cássila Dalmaso Silva.

Jornal Midiamax