Geral

Dourados: agricultores são acusados de matar para ficar com terras

Três pessoas tiveram a prisão temporária decretada pelo juiz Rodrigo Barbosa Sanches, acusadas de matar com dois tiros, o agricultor Valdomiro dos Santos, de 67 anos, que residia no Sítio Alegria, em Indápolis, distrito de Dourados. Estão à disposição da Justiça, Volnei Lucas de Abreu, de 39 anos, Guilmar Rodrigues Vieira, de 36 anos, o […]

Arquivo Publicado em 26/03/2010, às 17h46

None

Três pessoas tiveram a prisão temporária decretada pelo juiz Rodrigo Barbosa Sanches, acusadas de matar com dois tiros, o agricultor Valdomiro dos Santos, de 67 anos, que residia no Sítio Alegria, em Indápolis, distrito de Dourados.


Estão à disposição da Justiça, Volnei Lucas de Abreu, de 39 anos, Guilmar Rodrigues Vieira, de 36 anos, o Pisca, ambos genros da vítima, e o sobrinho Itamar Moraes Faustino, de 25.


O mandado de prisão foi cumprido na manhã desta quinta-feira por policiais do 2º Distrito Policial e da Delegacia Fronteira (Defron), que fica anexa ao DOF.


Conforme os delegados Magali Pascoal e Carlos Videira, o trio está sendo investigado “sob a suspeita de ter articulado a morte do agricultor. O motivo estaria relacionado a propriedades rurais pertencentes a mulher da vítima.”, disse Magali.


A polícia afirma que não tem dúvida sobre a responsabilidade do crime já que no local encontrou evidências que comprovariam as acusações.


Conforme a delegada, a Polícia Civil foi até a casa de Gilmar e Itamar com mandado de busca e apreensão, mas nada foi apreendido. Já na casa de Volnei os policiais encontraram um revólver calibre 32, que foi apreendido.


A arma passou por exame de balística juntamante com a munição retirada do corpo do agricultor e, segundo a polícia, foi constatado que o projétil que estava na arma era do mesmo tipo encontrado na vítima.


Volnei assegura que a arma sempre esteve com ele e que jamais emprestou. Por outro lado, apesar dos indícios, ele e os outros dois acusados negam o homicídio.


Uma moto do tipo Honda Tornado, de cor preta, que segundo testemunhas teria sido utilizada no crime, foi localizada com o trio e também apreendida. Outro fato que levou a prisão, foram as contradições apresentadas pelo trio durante os depoimentos na delegacia.


Conforme a delegada, os três acusados eram dependentes da esposa de Valdomiro. Eles eram casados com as fillhas dela. Todos teriam propriedades rurais vizinhas e relação com as terras da sogra. Esta proximidade teria motivado a briga com Valdomiro, recém casado com a mulher.


A delegada acredita ainda que Valdomiro temia que a esposa estivesse sendo enganada. Houve discussão entre a vítima e os três acusados, que depois disso teriam executado a o agricultor, “para se livrar do problema”, disse, observando que o crime aconteceu no dia 1º de janeiro, deste ano, no sítio da vítima. Ambos foram presos e estão à disposição da justiça.

Jornal Midiamax