Geral

Domenicali diz que Ferrari será cautelosa no Brasil

Com Fernando Alonso na liderança do Mundial de Pilotos da Fórmula 1, a Ferrari promete adotar um estilo cauteloso no GP do Brasil, que será disputado no domingo. A equipe italiana vai trabalhar para evitar que qualquer erro proporcione um abandono do piloto espanhol, que o afetaria na luta pelo título. Chefe da escuderia, Stefano […]

Arquivo Publicado em 02/11/2010, às 13h56

None

Com Fernando Alonso na liderança do Mundial de Pilotos da Fórmula 1, a Ferrari promete adotar um estilo cauteloso no GP do Brasil, que será disputado no domingo. A equipe italiana vai trabalhar para evitar que qualquer erro proporcione um abandono do piloto espanhol, que o afetaria na luta pelo título. Chefe da escuderia, Stefano Domenicali não crê que o campeonato seja decidido em São Paulo.

“É improvável que o resultado seja decidido, mas vai ser uma corrida muito importante”, afirmou. “A abordagem que a equipe deverá adotar nestas últimas semanas do campeonato será a mais adequada, tendo em mente os pontos fortes dos nossos rivais, Red Bull e McLaren. Vimos o quão complicado as corridas têm sido ao longo da temporada, o que significa que temos que ser muito cuidadosos”, completou.

O dirigente ressaltou, porém, que a Ferrari chega ao Brasil para lutar pela vitória e crê que isto será possível. “No entanto, acho que o F10 pode ser competitivo no Brasil e que, para melhor ou para pior, os pontos fortes são os que temos visto nas últimas corridas. Podemos esperar para descobrir que a Red Bull será outra vez muito forte, enquanto a McLaren poderia ter algumas atualizações para ser mais rápida ainda e estará na luta”.

Com três vitórias nas últimas quatro corridas, Alonso assumiu a liderança do Mundial de Pilotos, com 231 pontos, e poderá até ser campeão no Brasil. O australiano Mark Webber, 11 pontos atrás do espanhol, os ingleses Lewis Hamilton e Jenson Button e o alemão Sebastian Vettel também lutam pelo título mundial.

Jornal Midiamax