Geral

Dois ficam feridos em protesto que pedia audiência com Lula

Uma manifestação de estudantes, professores e servidores da UnB (Universidade de Brasília), acabou em tumulto com policiais militares e seguranças do CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), onde funciona a sede provisória do governo federal. Cerca de 400 pessoas tentaram entrar no prédio às 10h30, mas foram contidas pela polícia. Houve confronto, troca de socos […]

Arquivo Publicado em 26/03/2010, às 13h51

None

Uma manifestação de estudantes, professores e servidores da UnB (Universidade de Brasília), acabou em tumulto com policiais militares e seguranças do CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), onde funciona a sede provisória do governo federal.

Cerca de 400 pessoas tentaram entrar no prédio às 10h30, mas foram contidas pela polícia. Houve confronto, troca de socos e empurra-empurra. Os manifestantes exigiam uma audiência com o presidente Lula, que não estava em Brasília. O protesto também foi reprimido com cassetetes pela PM.

O ato fechou o trânsito, impedindo a entrada e saída de carros. Pelo menos duas pessoas ficaram levemente feridas e foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal.

Professores e servidores da UnB estão em greve desde o dia 9 porque perderam uma gratificação de 26,05% paga desde 1989, por determinação judicial. O Ministério do Planejamento suspendeu o pagamento desse adicional por considerar o pagamento indevido.

Segundo o Sintfub (Sindicato da Fundação Universidade de Brasília), 1.100 dos 6.000 funcionários da instituição deixaram de receber a gratificação, mas o ministério pretende retirar o adicional de todos os servidores. Um grupo de manifestantes foi recebido pelo assessor da Casa Civil Álvaro Baggio, que se comprometeu a entregar ao presidente um relatório sobre o caso.

Jornal Midiamax