Geral

Dilma divulga nova lista de ministros e coloca Alexandre Padilha na Saúde

A presidente eleita Dilma Rousseff oficializou nesta segunda-feira (20) a indicação de sete nomes que passarão a integrar o governo a partir de 2011. A lista inclui seis ministros e também o indicado para ocupar a Advocacia Geral da União (AGU). O anúncio foi realizado através de nota divulgada pela assessoria da equipe de transição. […]

Arquivo Publicado em 21/12/2010, às 10h18

None

A presidente eleita Dilma Rousseff oficializou nesta segunda-feira (20) a indicação de sete nomes que passarão a integrar o governo a partir de 2011. A lista inclui seis ministros e também o indicado para ocupar a Advocacia Geral da União (AGU). O anúncio foi realizado através de nota divulgada pela assessoria da equipe de transição.


Os nomes dos novos ministros divulgados no começo desta noite são:


Alexandre Padilha (PT) – Ministério da Saúde
Ana de Hollanda – Ministério da Cultura
Orlando Silva Jr. (PC do B) – Ministério dos Esportes
Mário Negromonte (PP) – Ministério das Cidades
Luiza Helena de Bairros (PT) – Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial
Tereza Campello (PT) – Ministério do Desenvolvimento Social
Luís Inácio de Lucena Adams – Advocacia Geral da União (AGU)


Com a divulgação dos sete nomes, Dilma confirma a permanência dos ministros Padilha, que deixa a Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, e Orlando Silva, que seguirá nos Esportes. A indicação de Padilha sepulta a chance de Sérgio Cortes assumir a pasta da Saúde. O político foi uma indicação de Sérgio Cabral (PMDB-RJ), que acabou não sendo confirmada.


Uma das novidades é o nome da atriz, cantora e compositora Ana de Hollanda, irmã do cantor Chico Buarque. Em novembro, Lula agradeceu publicamente o cantor por apoiar Dilma na campanha eleitoral. A lista divulgada nesta segunda ainda acrescenta ao ministério outras duas mulheres, elevando a cota feminina de Dilma para sete  ministras até agora.


Dilma ainda deve indicar outros sete nomes para concluir a sua equipe de governo. Ainda precisam ser definidos os ministros do Desenvolvimento Agrário e da Integração Nacional, além do ministro-chefe Gabinete de Segurança Institucional e das secretarias de Relações Institucionais, Especial de Políticas para as Mulheres e Especial de Portos. Outro nome que deve ser indicado antes da posse é o do responsável pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Jornal Midiamax