Geral

Credores aprovam plano de recuperação do Frigoestrela

Segundo amasul, o plano ficou muito distante do que os produtores esperavam

Arquivo Publicado em 26/01/2010, às 11h40

None

Segundo amasul, o plano ficou muito distante do que os produtores esperavam

Foi aprovada na última sexta-feira (22), o Plano de Recuperação Judicial do Frigorífico Estrela – Frigoestrela. Segundo a assessora de economia da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Adriana Mascarenhas, o plano ficou muito distante do que os produtores esperavam.

O plano prevê que os pecuaristas continuaram oferecendo o gado para abate, mesmo após o pedido de recuperação do frigorífico, receberão 100% do valor do crédito. Os considerados ‘não parceiros’, ou seja, aqueles que suspenderam o fornecimento de boi para o frigorífico, receberão apenas 50% da dívida.

Aos credores que tem até 50 mil a receber, o plano estabelece pagamento de 70% em 24 meses com parcelas semestrais e carência de 6 meses. Já os 30% restantes devem ser pagos também em parcelas semestrais, mas a partir do sétimo ano. Para os credores que tem mais de 50 mil a receber, o plano prevê o pagamento em 20 anos, com carência de dois anos.

O Friogoestrela pediu recuperação judicial em novembro de 2008. O primeiro plano não foi bem recebido pelos credores e em dezembro de 2009 o frigorífico apresentou uma nova proposta em assembléia. Esta assembléia foi suspensa, mas a base da proposta foi reapresentada e aprovada na assembléia da semana passada.

Jornal Midiamax