Geral

Cetran inicia hoje Semana Nacional de Trânsito no Estado

– O uso do cinto de segurança também no banco de trás dos veículos e a adoção das cadeirinhas para as crianças serão o foco das ações de conscientização da Semana Nacional de Trânsito deste ano, que acontece de hoje (18) a 25 de setembro. De acordo com a presidente do Conselho Estadual de Trânsito […]

Arquivo Publicado em 18/09/2010, às 14h45

None

– O uso do cinto de segurança também no banco de trás dos veículos e a adoção das cadeirinhas para as crianças serão o foco das ações de conscientização da Semana Nacional de Trânsito deste ano, que acontece de hoje (18) a 25 de setembro. De acordo com a presidente do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), Regina Maria Duarte, o tema abordado para a campanha de 2010 foi estabelecido pelo Conselho Nacional (Contran). O órgão estadual já orientou e encaminhou subsídios e palestras para todos os 38 municípios sul-mato-grossenses integrados ao Sistema Nacional de Trânsito para que os órgãos executivos desta área participem das ações da Semana de Trânsito no interior. Escolas, indústrias, igrejas e ambientes comunitários receberão as palestras de conscientização em comemoração à Semana Nacional.


Além de receberem informações importantes sobre o uso da cadeirinha e do cinto de segurança, as instituições, estudantes, profissionais e população também discutem sobre comportamento seguro no trânsito.


Segundo a diretora do Cetran, é importante colocar o foco da semana nacional nos temas da cadeirinha e cinto de segurança no banco de trás não somente para o atendimento às leis de trânsito, mas para sensibilizar sobre a segurança que os dispositivos trazem para condutores e passageiros dos veículos.


“O objetivo principal é sensibilizar os pais que transportar a criança com segurança e em cadeirinhas é algo lógico para qualquer pai ou mãe que se preocupa com a saúde de filho. Sobre o cinto de segurança, ele foi objeto de uma revolução cultural que salvou a vida de milhares de brasileiros e de mais de um milhão e meio de pessoas em todo mundo. A revolução estancou, porém, quando chegou ao terreno do banco traseiro”, observa.


Conforme explica Regina, é muito pequena a parcela de brasileiros que considera o cinto de segurança importante no banco traseiro. De acordo com a diretora do Cetran, uma pessoa em cada dez utiliza o equipamento no banco de trás dos veículos. “O resto segue ignorante de que suas chances são duas vezes maiores de sofrer lesões graves ou fatais e, além disso, agravar os ferimentos do passageiros da frente, mesmo quando estes estão usando o cinto”, diz.


Para Regina o desafio proposto pela Semana Nacional de Trânsito é universalizar a adesão ao cinto de segurança por todos os ocupantes dos veículos. “Devemos conquistar os jovens para o uso consciente do cinto, reforçando suas atitudes de auto-cuidado e antes deles conquistar as crianças, que agora contam com regras precisas para viajar como passageiras no banco traseiro”, comenta a diretora do Cetran.


A conscientização maior sobre estes dois dispositivos de segurança é extremamente importante, para redução de mortes e lesões no trânsito, motivo pelo qual a escolha do tema deve ser enaltecida.

Jornal Midiamax