Geral

Cerca de 30 hectares da mata seca da Base Aérea foi incendiada

Cerca de 30 hectares da vegetação seca foi incendiada dentro da Base Aérea de Campo Grande, próximo a um dos radares que fica no bairro Conjunto União. Segundo informações do Suboficial Paulo Cruz, o fogo já foi combatido e está sendo investigado o incêndio. Em menos de 24 horas foi registrado três fogos de incêndio.Sendo […]

Arquivo Publicado em 07/09/2010, às 11h50

None

Cerca de 30 hectares da vegetação seca foi incendiada dentro da Base Aérea de Campo Grande, próximo a um dos radares que fica no bairro Conjunto União.

Segundo informações do Suboficial Paulo Cruz, o fogo já foi combatido e está sendo investigado o incêndio. Em menos de 24 horas foi registrado três fogos de incêndio.Sendo as 5 da manhã de ontem (06), a tarde das 14h até as 16h, e a noite novamente das 20 horas até as 2 da madrugada de hoje.

Foram necessários quatro caminhões do Corpo de Bombeiros e 40 brigadistas atuam no combate às chamas.Houve também ajuda dos caminhões-pipa dos bombeiros da Base Aérea e Infraero para auxiliar os soldados a combater as chamas do fogo. Campo Grande está sem registro de chuva há pelo menos 50 dias.

Apesar da baixa umidade relativa do ar, vegetação propícia e ventos fortes, o que mais contribui para o aumento de ocorrências de focos de incêndios florestais é a atuação direta ou indireta do homem. Nestes casos, a comunidade deve comunicar o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil municipal.

Em geral, os incêndios florestais são associados à baixa umidade relativa do ar, falta de chuva e temperatura elevada. Esses três fatores juntos aumentam a possibilidade de focos de incêndios florestais e propiciam a propagação do fogo.

Provocar incêndio é uma atitude criminosa prevista em lei. Pelo Código Penal, a prática que coloca em risco a vida, a integridade física ou o patrimônio de terceiros pode dar pena de reclusão e multa. Já na legislação ambiental, o incêndio pode resultar em penalidade de multa de R$ 1 mil a 7 mil por hectare. ( Colaboração Helder Rafael)

Jornal Midiamax