Geral

Centro de radiologia oferece amanhã exames gratuitos a idosos

Em comemoração ao mês do idoso, continua nesse sábado (25) a realização de exames de Densitometria Ósseas, gratuitos, no Centro Radiológico, localizado na Avenida Afonso Pena, 2843, centro de Campo Grande. Os idosos que tiverem interesse devem comparecer no Centro Radiológico entre as 7h e às 12h portando um documento de identificação. Não é necessário […]

Arquivo Publicado em 24/09/2010, às 16h55

None

Em comemoração ao mês do idoso, continua nesse sábado (25) a realização de exames de Densitometria Ósseas, gratuitos, no Centro Radiológico, localizado na Avenida Afonso Pena, 2843, centro de Campo Grande.


Os idosos que tiverem interesse devem comparecer no Centro Radiológico entre as 7h e às 12h portando um documento de identificação. Não é necessário agendar horário e as senhas serão distribuídas as 15 primeiras pessoas que chegarem ao local.


A Densitometria Óssea é considerada a melhor maneira para diagnosticar a osteoporose e diversos outros problemas que possam atingir os ossos. O objetivo de se fazer esse exame é avaliar o grau da osteoporose, indicar a probabilidade de fraturas e auxiliar no tratamento médico. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a osteoporose é definida como doença caracterizada por baixa massa óssea e deterioração da micro-arquitetura do tecido ósseo. É recomendado que se repita anualmente a densitometria óssea para que o médico controle o acompanhamento evolutivo da osteoporose.


O exame é fácil, indolor, não requer nenhuma preparação especial e nem estar em jejum. Pode ser feito com qualquer roupa, evitando-se apenas botões, fechos e fivelas de metal. De acordo com a National Osteoporosis Foundation (NOF), o exame é indicado a todos os indivíduos com mais de 65 anos, com deficiência de hormônios sexuais, mulheres na perimenopausa que estejam cogitando usar terapia de reposição hormonal, pacientes com alterações radiológicas sugestivas de osteopenia ou que apresentem fraturas osteoporóticas, pacientes em uso de corticoterapia crônica, pacientes com hiperparatiroidismo primário, pacientes em tratamento da osteoporose, para controle da eficácia da terapêutica.


“Essa é mais uma das campanhas que o Centro Radiológico realiza e que muito nos orgulha. É um privilégio termos a oportunidade de, de alguma forma, ajudar a população de Campo Grande. A realização do exame de densitometria óssea muitas vezes não é possível aos idosos por conta do alto custo ou da dificuldade de obtenção por meio do serviço público de saúde. Acreditamos cumprir pelo menos um pouquinho de nosso papel social com campanhas como essa”, aponta Alexandre Pinheiro, administrador do Centro Radiológico.


Mais informações podem ser obtidas pelo (67) 3318.0100.

Jornal Midiamax