Geral

Carvoaria irregular é fechada em Santa Rita do Pardo e donos são multados em R$ 100 mil por crime

Uma carvoaria com 21 fornos funcionava irregularmente em Santa Rita do Pardo e foi fechada pela Polícia Militar Ambiental de Bataguassu.

Arquivo Publicado em 04/09/2010, às 15h10

None

Uma carvoaria com 21 fornos funcionava irregularmente em Santa Rita do Pardo e foi fechada pela Polícia Militar Ambiental de Bataguassu.

Uma carvoaria com 21 fornos funcionava irregularmente em Santa Rita do Pardo e foi fechada pela Polícia Militar Ambiental de Bataguassu. A atividade clandestina era realizada na Fazenda Modelo 1 sem qualquer tipo de documentação ambiental.


O proprietário da carvoaria, Marcos Roberto Moraes, de 72 anos, mora em Araçatuba, no interior de São Paulo, e foi autuado administrativamente com uma multa de R$ 50 mil. Já o carvoeiro Nivaldo Ferreira da Silva, de 55 anos, mora em Três Lagoas e havia feito um acordo com o dono da fazenda para explorar ilegamente o carvão. Ele também recebeu multa de R$ 50 mil.


No local foram apreendidos 70 m³ de lenha de cerrado e 45 m³ de carvão nativo. As atividades foram interditadas e os dois envolvidos vão responder por crime ambiental de “funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental”. A pena é de 6 meses a 1 ano de detenção.

Jornal Midiamax