Geral

Cantor sertanejo João Bosco é o mais novo sócio da Nelore MS

A criação do Nelore de elite em Mato Grosso do Sul aumentou consideravelmente após a oferta maior de leilões ranqueados de animais de corte. No Espaço do Criador dentro da Expogrande, o diretor – presidente da Nelore MS, Guilherme Bumlai, destaca que o diferencial desses animais é de mais de 10% com relação aos não […]

Arquivo Publicado em 25/03/2010, às 13h46

None

A criação do Nelore de elite em Mato Grosso do Sul aumentou consideravelmente após a oferta maior de leilões ranqueados de animais de corte. No Espaço do Criador dentro da Expogrande, o diretor – presidente da Nelore MS, Guilherme Bumlai, destaca que o diferencial desses animais é de mais de 10% com relação aos não ranqueados.


Bumlai também festejava o crescimento da quantidade de associados junto com João Bosco, cantor sertanejo que faz dupla com Vinícius, -o mais novo membro da entidade-. Juntos o empresário do agronegócio e o músico estão com boas expectativas, pois o leilão de venda de touros está mais aquecido. “Os leilões possuem mais touros de qualidade. As reses são mais precoces e férteis, possuem uma boa carcaça e isso influi para que tenhamos uma carne melhor”, aponta Bumlai.


Para facilitar a vida dos associados que investem significativamente em seu rebanho, a instituição cria um cartão que dá benefícios aos associados que vai de 3% a 30% em diversos segmentos nos ramos de casas veterinárias, panificadoras, lojas agropecuárias e até na lavratura de escrituras.


O novo associado, João Bosco começou sua criação de animais de elite no ano de 2008, quando arrematou a prenhez da Pinah e, juntou genética com o gado de corte para melhorar o rebanho comercial. “Esse é um sonho de criança. Vou fortalecer as minhas 11 cabeças de elite com touros bons da raça e incrementar a minha parceria com a Agropecuária JB”, revela. O músico possui 25% da filha de Pinah, Pinah Agro JB, uma novilha de 15 meses, premiada na Exposição de Ponta Porã. Nela, já foram feitas aspirações e nasceram 10 animais; 5 fêmeas e 5 machos.


“Estrelas do MS”


Ainda em parceria com Bumlai, o cantor e seu empresário Euler Coelho, ofertam uma rês no leilão: “Estrelas do Mato Grosso do Sul” que ocorre hoje, às 20h. Flora FIV Agro JB é filha de Jaria, um dos principais animais do plantel da Agropecuária JB. O leilão terá 33 lotes, do quais Bumlai oferta 5 lotes. O diretor da Nelore MS menciona que a criação de gado de corte é considerável em Campo Grande, fato que demonstra que o negócio é “um bom investimento”.


A criadora Dora de Castro ofertará 15 animais, oriundos de seu criatório em Mato Grosso. Sendo: três de pista, uma doadora e uma prenhez, neta da Betina da Sabiá, de Minas Gerais. “Tenho boas expectativas e acredito que a Nelore MS vai crescer mais e alcançar mais resultados”.


Boa genética


O juiz da ABCZ de Adamantina, interior paulista, Ricardo Gomes de Lima, aponta que a genética dos animais sul-mato-grossenses melhora a cada ano. “MS é tradicional na pecuária de corte, a melhora dos animais está ligada ao investimento em genética.” Segundo ele, o que representa a pista é o Top da cadeia. “Os produtores vão produzir animais de campo que vão para o abate e são exportados com qualidade superior.”


Dentro da pecuária nacional, o Nelore é um zebuíno. Uma das raças mais representativas e mais difundidas. Nos leilões de elite algumas das melhores famílias são representadas pelas matriarcas da raça. Elas são: Bilara, pertencente a Nova Índia, Ryasa e Ryatina, ambas da fazenda Sabiá, Opera da J Galera, e Betina do plantel de Joaquim Roriz. E, a genética de ponta é mantida por netos e bisnetos. Os juízes ainda permanecem por mais quatro dias, na Expogrande, julgando alguns quesitos como: precocidade, fertilidade, carcaça, preservação das raças e bons aprumos dos animais que vão para a pista.


Jornal Midiamax