Geral

Boliviana é presa com carregamento de calças engomadas em cocaína

Uma boliviana foi presa pela Polícia Federal de Corumbá acusada de tráfico internacional de drogas. Com ela, os agentes da PF apreenderam um carregamento de 380 calças jeans. As peças estavam engomadas em cocaína e pesavam 320 quilos. A carga seria despachada para São Paulo, de onde seguiria para Amesterdam, capital da Holanda.  O flagrante […]

Arquivo Publicado em 24/09/2010, às 14h53

None

Uma boliviana foi presa pela Polícia Federal de Corumbá acusada de tráfico internacional de drogas. Com ela, os agentes da PF apreenderam um carregamento de 380 calças jeans. As peças estavam engomadas em cocaína e pesavam 320 quilos. A carga seria despachada para São Paulo, de onde seguiria para Amesterdam, capital da Holanda.


 O flagrante aconteceu nesta quinta-feira, 23 de setembro, numa casa na rua 13 de Junho, no bairro Dom Bosco. Os agentes federais já investigam o local e ontem registraram a movimentação no imóvel. A boliviana chegou de moto e logo depois uma caminhonete estacionou na garagem da casa.


O veículo foi abordado ao deixar o imóvel. Na carroceria, os policiais encontraram três caixas de papelão contendo as calças jeans masculinas. As peças estavam “engomadas” e exalavam odor característico da cocaína. Testes preliminares feitos pela PF constataram a presença da droga nas roupas.


Moradora em Puerto Quijarro, a mulher informou ser proprietária da mercadoria e disse que adquiriu as peças com um boliviano em Santa Cruz de La Sierra. O carregamento, segundo ela, seria apenas “amostra” para uma exportação futura, ainda maior.


Toda a carga apreendida será enviada para o Setor Técnico Científico da Polícia Federal em Campo Grande, para elaboração de laudo pericial com a devida constatação do peso correto da cocaína impregnada nas roupas e que seria exportada.


A mulher, que já cumpriu pena no presídio feminino de Corumbá entre dezembro de 2008 e julho de 2009, será novamente encaminhada o Estabelecimento Penal. Autuada em flagrante pelo tráfico de entorpecentes, pode pegar até 15 anos de prisão se condenada judicialmente. A pena ainda pode ser aumentada em até dois terços pelo fato de ser crime internacional.

Jornal Midiamax