Rubens Barrichello surpreendeu os fãs ao fim do GP da Malásia. Depois de um modesto 12º lugar, provocado principalmente por um problema na largada, quando saía em sétimo lugar e ficou parado, ele cumprimentou Felipe Massa pela liderança do Mundial e, com os microfones da TV Globo ainda ligados, disse ao vivo que teve uma “porcaria” em mãos.

Consciente de que a declaração poderia causar polêmica, o piloto correu ao Twitter, logo depois da prova, para explicar:

“Para que não haja mal-entendido, meu “porcaria” foi total em tom de brincadeira e descontração”, escreveu

Depois, ele disse que teve um “dia ruim”, e que ia aproveitar para tentar aprender mais um pouco. No comunicado oficial emitido pela Williams, Rubinho explicou que ainda não sabia o problema que tinha ocorrido na largada.

“Depois disso fui parar lá atrás e tentamos uma estratégia diferente para ganhar posições, mas o carro não estava competitivo. Perdemos uma grande oportunidade”.

Seu companheiro de equipe, o alemão Nico Hulkenberg, chegou em décimo lugar, graças ao abandono de Fernando Alonso, e beliscou seu primeiro ponto na carreira.

“Foi bom, mas acho que poderia ter sido ainda melhor, ainda temos muito trabalho a fazer”, declarou.